Os seus cuidados com a saúde bucal são completos? A gente logo associa isso com nossos dentes, mas tão importantes quanto ele existe a gengiva, um tecido de extrema importância, sendo responsável pelo suporte e proteção dos dentes. E ela também está suscetível aos ataques de bactérias que podem comprometer a saúde da sua boca. Sem os devidos cuidados, inflamações podem acometer nesta área. Saiba como surge esse quadro. O dentista Renato Murakawa conversou com o Sorrisologia e destacou os cenários comuns de uma inflamação na gengiva.

Veja quais fatores podem contribuir para a inflamação na gengiva

Segundo o profissional, a placa bacteriana é a principal causa desse quadro. “Ela é uma película fortemente aderida às superfícies dentais, composta de depósitos bacterianos e constituintes salivares, com crescimento contínuo”, define ele. Dessa maneira, a gengiva tem como primeira reação ficar inflamada, e pode até evoluir para um estágio de perda óssea. Pacientes com má posição dentária, baixa produção salivar, próteses e restaurações mal adaptadas devem prestar atenção, pois apresentam maior disposição ao acúmulo da placa bacteriana devido a dificuldade de higiene.

Pacientes com doenças sistêmicas apresentam maior disposição para o desenvolvimento da inflamação gengival, com diabetes, HIV e tabagismo. “E o fator genético também têm muita influência nestas doenças, devendo o indivíduo ter cuidados redobrados nestas condições”, alerta Renato.

Sangramento ao escovar os dentes é um dos indicadores de inflamações na gengiva

A chegada de pacientes com reclamações de incômodo na gengiva é comum nos consultórios. A maioria acaba se enquadrando em inflamações desse tecido mole. E existem alguns fatores que apontam para esse quadro, que podem aparecer juntos ou separados, dependendo do grau da inflamação. “Os cenários mais comuns da inflamação gengival são gengivas inchadas, onde percebemos que ela está maior do que o comum”, aponta o dentista. Outra característica que chama a atenção é a coloração avermelhada, especialmente na área entre os dentes, conhecidas como papilas. E ainda, o sangramento fácil é perceptível, seja durante o uso do fio dental, escovação ou alimentação. “Por fim, a sensibilidade local aumenta e pode ser até classificada como dor em muitos casos”, completa o odontologista.

Saiba os principais cuidados para a inflamação na gengiva

Para contornar o quadro de inflamação da gengiva, conhecido como gengivite, é preciso cuidar da remoção da placa bacteriana. “Conseguimos isso com uma boa higienização bucal, com auxílio de escovas dentais adequadas, uso do fio dental, escovas interdentais, que são os principais meios de remoção mecânica da placa bacteriana”, orienta Renato. Os cremes dentais e enxaguantes também podem auxiliar nessa limpeza correta. Para completar, as visitas ao cirurgião dentista devem ser mantidas frequentemente para que sua saúde bucal seja acompanhada.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Renato Murakawa - Especialista em Prótese Dentária
Araçatuba - SP
CRO-SP: 97943