Uma perda dentária nunca é algo bom. Além do prejuízo funcional, a estética também fica comprometida e pode acabar afetando a autoestima do paciente. Para reverter esse quadro, a Odontologia tem a opção de prótese dentária. O tratamento é super eficaz, mas como todo procedimento bucal, vai exigir os cuidados adequados para que cumpra seu papel e a limpeza desse dispositivo é um ponto importante. Muita gente pode ter dúvidas nesse momento, mas o Sorrisologia bateu um papo com a especialista Camila Sodré e você confere a seguir.

Quais cuidados o paciente precisa ter quando começa a usar prótese dentária?

Alguns cuidados especiais são necessários nesse momento. Uma boa rotina de limpeza diária da prótese é o primeiro passo, que não pode ser deixada de lado quando se começa a usá-la, além, é claro, da higiene dos tecidos bucais. Também é fundamental armazená-la em local adequado. “Na fase de adaptação de uma prótese que seja removível, o paciente também deverá tomar cuidado ao consumir alimentos muito consistentes ou pegajosos que possam grudar na prótese”, explica a profissional.

Entenda a importância de higienizar a prótese corretamente

Quando se passa a usar uma prótese dentária, sua limpeza passa a ser tão importante quanto a escovação para os dentes. Nesse momento, os sabonetes ou detergentes neutros podem ser usados para a limpeza. “É importante que o paciente perceba que assim como os dentes, a prótese acumula restos de alimentos que podem, com o tempo, originar cálculos dentários e até mesmo causar infecções como a candidíase”, esclarece ela.

Como deve ser feita a higienização da prótese?

Agora que já entendemos a importância da higiene da prótese, é preciso aprender de que forma essa limpeza deve ser feita. Saiba como realizá-la:

1) É essencial limpar a prótese após cada refeição para não deixar restos de alimentos;
2) Usando uma escova de dente, higienizar a prótese com sabão ou detergente neutros;
3) Com uma escova dental comum deve-se higienizar a cavidade oral para remover resíduos alimentares do palato, língua e gengiva;
4) Remover a prótese durante à noite e armazená-la seca após a sua higienização dentro de caixas para aparelhos móveis, que o dentista entregará quando fizer a prótese;
5) Nunca utilizar água quente para que a prótese não seja deformada.

Quais os riscos caso a higienização não seja feita corretamente?

Se essa limpeza for deixada de lado ou feita de forma indevida, o paciente pode desenvolver certos quadros prejudiciais à sua saúde bucal. “Alguns dos problemas bucais que podem surgir são a candidíase, chamada também de estomatite de dentadura, causada por um fungo, e também lesões derivadas de inflamações e traumas”, cita a profissional. Para ficar longe desses problemas, basta caprichar na hora da limpeza e fazer dela uma rotina!

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Camila Stofella Sodré - Especialista em prótese dentária

Rio de Janeiro - RJ

CRO-RJ: 40419