Tudo começa com o acúmulo de bactérias nos dentes. Essas intrusas, quando não são removidas, vão corroendo o seu dente e, em seguida, causam uma lesão escurecida: a cárie dentária. A ingestão exagerada de açúcar mais a falta de higienização adequada é uma porta aberta para a doença se aderir com facilidade na cavidade oral. Depois de instalada, não dá mais para adiar, é importante ir ao dentista o quanto antes para tratar do problema. Você sabe como o dentista dá um fim na cárie? O Sorrisologia conversou com o cirurgião-dentista Daniel Sene para entender mais sobre esse procedimento.

Como a cárie é tratada pelo dentista?

O melhor jeito de se livrar da cárie é com o procedimento de restauração. O mais comum é feito através das broquinhas e do motor de alta rotação. “A cárie é retirada com um processo mecânico onde uma broca diamantada retira todo tecido amolecido”, descreve o dentista. Feito isso, o profissional escolhe o melhor material para restaurar o dente afetado, que pode ser a resina composta ou a porcelana.

A resina é um material bem claro, quase da cor natural dos dentes, que garante discrição para o seu sorriso e dura por volta de três a dez anos. Embora seja uma boa forma de realizar o procedimento, ela pode manchar com a ingestão de alguns alimentos como o café e molhos. E, claro, tem também a restauração de porcelana. “Hoje é visto como o melhor tratamento para a cárie, pois previne qualquer tipo de infiltração ou fratura de dente”, garante.

Em casos de cárie evoluída

Você deixa para resolver o problema depois, mas a cárie não espera. O tempo passa e a bactéria afeta cada vez mais o seu dente, fazendo a lesão evoluir. Nesses casos, o odontologista indica a opção ideal. “Para uma cárie evoluída, o melhor tratamento são as porcelanas, pois elas têm uma resistência e longevidade muito maior que as resinas”, esclarece. Mas lembre-se que em alguns casos a restauração nem sempre é a única saída. É essencial que o dentista faça uma boa observação das arcadas e peça alguns exames de raio-x para descobrir um diagnóstico mais amplo.

A prevenção é sempre a melhor escolha

O dentista sempre terá uma saída segura para te livrar desse problema. Em todo caso, é sempre preferível não passar por ele, e a melhor forma de não se preocupar com a cárie é praticando a prevenção. Com pequenos gestos diários você consegue ter um sorriso saudável e bem longe dessas bactérias. Basta começar com uma boa higiene bucal feita em frente ao espelho, com todos os itens do seu kit higiênico. Lembre-se que a escovação ideal deve durar, aproximadamente, dois minutos. Depois, é importante conciliar esse hábito com uma alimentação saudável. Não é preciso se privar dos doces, mas é importante moderação e dar preferência aos alimentos com mais nutrientes e que fazem bem ao seu sorriso.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Daniel Sene - Cirurgião-dentista
CRO-SP: 70572