Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
13.12.2016

Vem chegando o verão! Descubra como o sorvete pode ajudar na recuperação de cirurgias bucais

 Além de gostoso, um ótimo aliado: com a sobremesa liberada, pode ser que o pós-operatório não pareça mais tão sofrido assim
Além de gostoso, um ótimo aliado: com a sobremesa liberada, pode ser que o pós-operatório não pareça mais tão sofrido assim

Expert

Rhianna Barreto

Rhianna Barreto

CRO-RJ:37448

Cirurgia bucomaxilofacial, Dor Orofacial e Disfunção Temporomandibular e Odontologia Hospitalar

A descoberta de que será necessário extrair um dente é uma daquelas situações em que você recebe duas notícias: uma ruim e outra boa. A ruim é que, como qualquer outro procedimento cirúrgico, ele vai exigir cuidados específicos no pós-operatório. A boa é que, nessa lista de cuidados, a ingestão de sorvetes está mais do que liberada. Essa sobremesa gelada e doce, além de ser a queridinha dos dias quentes, é também uma das recomendações médicas durante a reabilitação de cirurgias na boca. Com a ajuda do Sorrisologia, você vai entender por quê.

Sorvete alivia e previne problemas logo após o procedimento

A dentista Rhianna Barreto explica que, nas primeiras 48h depois da extração, inchaço, dor e hematomas são complicações já esperadas. Assim, o ideal é resfriar o local com gelo ou compressas frias. É que a temperatura baixa fará com que os vasos sanguíneos reduzam de tamanho, transportando menos líquido e diminuindo o risco de edema e possíveis sangramentos. “O gelo causa analgesia e a alimentação recomendada é uma dieta pastosa. É aí que o sorvete entra, no sentido de realizar uma crioterapia local de forma mais saborosa”, esclarece.

Nada de substituir os remédios pelo sorvete

De qualquer maneira, mesmo que a dormência dê a sensação de problema resolvido, é importante lembrar que o sorvete não é um remédio. Segundo a especialista, ele - assim como qualquer outro alimento gelado - é coadjuvante no tratamento. “O sorvete auxilia, mas não substitui o uso dos antibióticos para prevenir infecção, dos antiinflamatorios para prevenir inflamação local e dos analgésicos para aliviar a dor, todos recomendados pelo profissional”, reforça Rhianna.

Quanto mais opções geladas, melhor

E se o propósito é deixar a área recém-operada resfriada, a especialista garante que qualquer outro alimento gelado e de consistência líquido-pastosa também se torna uma boa pedida. “Iogurtes, sucos, vitaminas, pudins, mousses, picolés, chás, achocolatados, gelatinas, água de coco e até mesmo frutas raspadinhas”, especifica a dentista. Com uma lista cheia de opções para todos os gostos fica mais fácil se cuidar.

Muito cuidado com o açúcar dos alimentos

É normal ficar animado com a ideia de ter tantas opções gostosas inseridas no cardápio, mas também é preciso ter cautela. O açúcar presente nos sorvetes, por exemplo, pode ser bastante prejudicial à saúde bucal. Para escapar de cáries, tártaros e outras doenças, não se esqueça da escovação após as refeições. “O ideal é que, junto com a orientação de utilizar o sorvete no pós-operatório de extrações, sejam também reforçadas as instruções de higiene oral para o paciente”, lembra.

Dê ouvidos aos conselhos do especialista

Por fim, a dentista reforça que a alimentação é mais um item em uma longa lista de recomendações nesse período. Assim, para um bom resultado, nenhum cuidado do pós-operatório deve ser deixado de lado. “Deve-se sempre explicar ao paciente e aos seus familiares a importância desse período após o procedimento, ressaltando as vantagens do seguimento correto das orientações para o êxito da cirurgia”. E lembre-se:, não hesite em procurar o seu dentista se algo não sair conforme o planejado. Siga as recomendações e fique sempre de olho em qualquer anormalidade.

Mais Matérias: Alimentação
Alimentos rígidos podem quebrar dentes?
Alimentação
Alimentos rígidos podem quebrar dentes?
Não é novidade que manter uma boa higiene bucal é fundamental para evitar um dente quebrado . Mas, o que poucos pacientes sabem é que, a alimentação também é um dos fatores que podem facilitar o surgimento desse quadro. Isso porque existem alguns alimentos rígidos e duros, como pipoca,...
Brigadeiro, pudim, bem-casado... Confira a quantidade de açúcar dos doces favoritos dos brasileiros e os malefícios do excesso para a sua saúde bucal
Alimentação
Brigadeiro, pudim, bem-casado... Confira a quantidade de açúcar dos doces favoritos dos...
Que o consumo excessivo de doces e guloseimas  pode provocar o início de cárie não é novidade para ninguém. Embora os açúcares sejam nutrientes importantes para o nosso corpo, o excesso desses alimentos somados à má higiene oral pode trazer uma série de problemas à sua...
Frutas ácidas e saúde bucal: quais causam erosão dentária? Como prevenir o problema?
Alimentação
Frutas ácidas e saúde bucal: quais causam erosão dentária? Como prevenir o problema?
Quando pensamos em saúde bucal, é impossível não falar sobre alimentação....
com a participação de:
Vinícius Barçal
CRO-RJ: 3979-7
Consumo de alimentos ricos em açúcar faz parte do dia a dia do brasileiro: entenda como isso afeta a sua saúde bucal
Alimentação
Consumo de alimentos ricos em açúcar faz parte do dia a dia do brasileiro: entenda como...
Biscoitos, bolos, doces e refrigerantes - são inúmeras as guloseimas presentes na...
com a participação de:
Nelson Alfarano
CRO-RJ: 18163
Maçã ajuda na limpeza dos dentes: mito ou verdade?
Alimentação
Maçã ajuda na limpeza dos dentes: mito ou verdade?
Saúde bucal e alimentação andam lado a lado quando o assunto é garantir um sorriso...
com a participação de:
Rhianna Barreto
CRO-RJ:37448
Afta na boca: o que evitar comer para não piorar essa lesão bucal
Alimentação
Afta na boca: o que evitar comer para não piorar essa lesão bucal
Que as aftas podem ser um verdadeiro incômodo não é novidade para ninguém. Isso porque essas pequenas inflamações ficam expostas dentro da boca, principalmente na região da gengiva, bochecha e língua, causando dores e ardência na área da ferida. Mas, o que poucos sabem é que,...