Muito comuns entre crianças, os traumas nos dentes podem ocorrer por diferentes motivos. Brincadeiras mais agitadas, por exemplo, podem acabar levando a um tombo e consequentemente a uma lesão no dente. Mas outros fatores também podem ocasionar esse problema, em diferentes etapas da vida. Segundo o dentista Vinícius Barçal, as principais causas envolvem algum tipo de acidente no dia a dia. Muitas vezes uma das consequências do traumatismo dental pode ser o escurecimento deles. Será que isso pode ser solucionado com clareamento? Veja o que diz o profissional!

O que é o traumatismo dental?

Os traumas podem ser subdivididos em lesões aos tecidos dentários e lesões aos tecidos de sustentação. Dependendo em qual desses casos ele se encaixar, as consequências e o tratamento serão diferentes. “Traumatismos dentários são de alta complexidade de tratamento”, alerta ele.

Na maioria das vezes, as lesões são do tipo que acomete os tecidos dentários. Trinca no esmalte, fratura em esmalte, fratura em dentina com ou sem exposição pulpar são algumas delas. “O paciente que sofrer esse problema deve passar por exame neurológico básico, extra e intrabucal completo, além de exames radiológicos complementares”, afirma Vinícius.

O tratamento vai depender do tipo de lesão

Se por algum motivo você quebrar o dente, uma dica é guardar o pedacinho que quebrou! Segundo o profissional, nos casos onde não ocorre exposição da polpa, se o fragmento quebrado for guardado da forma adequada e levado rapidamente ao dentista, ele pode ser colado ao dente. A forma ideal de fazer esse armazenamento é em um recipiente com água  ou soro fisiológico. Mas caso você não tenha guardado, não se preocupe! Ainda pode ser realizada uma restauração para reconstruir o dente. “Entretanto, se houver exposição da polpa, deve-se realizar o tratamento endodôntico do dente, ou seja, tratamento de canal”, explica.

Já nos caso de lesões nos tecidos de sustentação, como a luxação, quando o dente se desloca da sua posição original, e avulsão, quando o dente é expelido da sua posição, a abordagem é outra. “Os tratamentos podem ser apenas acompanhamento até fixação e reposicionamento do dente”, esclarece.

Em todas as situações, é importante que o dente traumatizado seja acompanhado pelo dentista de tempos em tempos. “Radiografias devem ser feitas sistematicamente para observar se ocorrerá necrose da polpa, reabsorção da raiz do dente e obliteração fisiológica, quando o canal fecha naturalmente.”

Meu dente escureceu, e agora? Posso fazer clareamento?

Em muitos casos uma das consequências do trauma é o escurecimento do dente envolvido, que pode ser fisiológico ou ocorrer devido ao tratamento endodôntico. Ninguém quer ficar com os dentes manchados ou escuros, né? Nesse momento, o clareamento dental pode sim ser realizado para amenizar o escurecimento. No entanto, segundo Vinícius, na maioria das vezes mesmo com esse processo o dente nunca alcançará a cor dos outros, não traumatizados. Mas não precisa se desesperar! Existem outros tipos de tratamentos que podem ser empregados. “Restaurações em resina, coroas e facetas de cerâmica podem ser feitas para se obter um melhor resultado estético”, indica.