Os anos vão passando, a gente vai crescendo e são muitas as mudanças que podem ocorrer no nosso corpo e boca. Até aí é completamente natural. Porém é preciso ficar de olho no surgimento de problemas. Um dele é a displasia facial, má formação entre os ossos da face ou de má-oclusão dental e que são comuns na fase da pré-adolescência. Esse é também o momento ideal para corrigir esses problemas de forma que não afetem a saúde no futuro. O Sorrisologia conversou com uma expert em ortopedia facial, área que trata especialmente desse assunto.

O que é a ortopedia facial?

"É a especialidade que soluciona desequilíbrios ósseos, musculares e de funcionamento dos maxilares; alinhamento dos dentes e problemas da articulação temporomandibular (ATM)", conta Marjorie Teles. Essa área trabalha com aparelhos ortopédicos que não devem ser confundidos com aparelhos ortodônticos. "Em sua maioria, os modelos utilizados na ortopedia facial são aparelhos removíveis e, normalmente, não liberam sua força diretamente nos dentes, e sim em um grupo de dentes, nos músculos e tecidos moles, como língua e bochechas", explica a dentista.

Quais procedimentos envolvem essa área?

Os procedimentos podem ser feitos também através de pequenos desgastes nos dentes para solucionar contatos prematuros , utilizar incrementos de resina, com a finalidade de guiar os dentes para uma oclusão ideal. "Pode ainda, contar com tratamento muscular, através de um fonoaudiólogo que indicará exercícios para fortalecimento da musculatura dos lábios, boca, postura de língua, fala (dicção), deglutição".

Para quem é indicado?

A faixa etária mais adequada para se beneficiar do tratamento com Ortopedia Facial é o período em que ainda há crescimento, uma vez que estamos falando da necessidade de alteração óssea. "Esse período se estende por volta dos 12 anos nas meninas e até os 13, nos meninos. Fora desse período, os resultados podem ser alcançados em menor expressão e contemplando mais fortemente as alterações musculares e funcionais do que as alterações ósseas", explica Marjorie.

Prevenindo os problemas

Para prevenir o desenvolvimento de alterações na face e nos dentes ou pelo menos minimizá-las, a profissional dá algumas orientações:

- A amamentação natural é um exercício para a musculatura da boca necessário para o crescimento dos ossos da face e assoalho do nariz. Se não for possível use bico ortodôntico.

- Garanta que seu filho se livre da chupeta cedo, no máximo até os 4 anos de idade.

- Observe a respiração de seu filho e se ele dorme de boca fechada.

- Dê alimentos mais duros do que pastosos, além de exercitar a musculatura provoca um desgaste necessário e natural dos dentes.

- Faça avaliação de 6 em 6 meses com um Ortodontista.

Higiene bucal sempre em dia

E para que nenhum outro problema se instale no seu universo bucal, não deixe de realizar a sua boa higiene diariamente. Uma excelente opção é usar a fita dental, um modelo mais fino e achatado, com filamento único e que não desfia durante o seu uso. Este modelo é ideal para pessoas com problemas na arcada dentária e possuem certa dificuldade no uso dessa ferramenta.