O tratamento endodôntico, mas conhecido como tratamento de canal, é um procedimento que necessita de cuidados no momento do pré e pós-operatório. Quando esse tratamento causa muito desgaste no tecido dental pode acabar deixando algumas sequelas. Para você entender mais sobre como isso acontece, a dentista Heloísa Crisóstomo explica quando o tratamento é necessário e quais os cuidados que você precisa ter para seu dente não ter nenhuma sequela.

O que é o tratamento de canal?

O tratamento de canal consiste na remoção da polpa, mas conhecida como nervo, que está localizado no ápice da raízes dentária até a porção coronária. O profissional explica mais sobre o assunto “Devido a uma agressão a ele sofrida, essa estrutura é removida. Ela tem a sua cavidade limpa e posteriormente é preenchida por um material que ocupa todo o interior do dente”, explica.

Quando realizar o tratamento de canal?

O tratamento de canal é necessário quando, por algum motivo, o dente sofre uma necrose. Um exemplo clássico seria quando o paciente causa um trauma no dente, como uma batida, e depois de um tempo ele acaba escurecendo. “Provavelmente, o nervo desse dente já está “morto” e necessita de limpeza em seu interior para não se tornar o foco de uma infecção”, comenta. Em caso de uma cárie muito profunda também pode ser necessário um tratamento de canal . “Essa infecção tem como característica a exposição pulpar, da polpa dentária, ou contaminação do nervo”, diz o profissional.

O tratamento de canal pode deixar sequelas no dente? Quais?

Quando o tratamento endodôntico causa muito desgaste no dente, pode causar o enfraquecimento das estruturas dentárias. Segundo a profissional, o dente que passou por um procedimento de canal não provoca mais tensões térmicas e nem dor, por isso, o paciente precisa estar atento para não ser acometido pela cárie e não sentir seus sintomas. A profissional alerta: “Após realizado o procedimento, o retorno periódico ao dentista é primordial para saber se a cicatrização está correta e se o dente não apresenta novas complicações”, adverte.

Os cuidados indicados após o tratamento de canal

Os pacientes precisam ter bastante cuidado no momento da alimentação, evitando assim castanhas, nozes e morder alimentos mais duros que possuam ossos. Essa precaução é essencial para garantir qualidade na recuperação após o tratamento. Além disso, o momento da higienização também deve ser feito com bastante atenção e esse paciente precisa seguir as recomendações do profissional no momento de tomar as medicações indicadas.

Para os pacientes que ainda têm receio em realizar o tratamento, a profissional tranquiliza dando algumas dicas de como o procedimento é feito: “ O paciente não precisa ter medo de realizar o tratamento de canal. Hoje temos anestesias mais potentes que possibilitam tratamento sem dor”, finaliza. O importante é que você não adie o procedimento para não correr o risco de perder o dente por completo, pois sabemos que nada o substitui.