Procurando tratamento para cárie? Pois então hoje vamos te explicar o que é o Laser Er: YAG, uma tecnologia super recente e que tem andado lado lado com o estudo do nosso sorriso. É um novo tipo de laser já aprovado pelos profissionais que pode fazer muito pela odontologia. Entre suas muitas funções, uma delas é eliminar a cárie dos pacientes, sendo uma opção mais segura e menos dolorosa para eles. Para entender e conhecer melhor o funcionamento dessa novidade, conversamos com a especialista em fluorescência a laser Fátima Zanin. Entenda sobre Laser Er: YAG e elimine a cárie do seu sorriso.

O que é o Laser Er: Yag?

O Laser Er: Yag apresenta muitas utilidades. Por mais que não seja o mais indicado, ele já foi usado em cirurgias de catarata, para os olhos. Quem se preocupa com a estética também pode explorá-lo. O laser é fiel escudeiro do rejuvenescimento facial, eliminando rugas, cicatrizes de acne, sardas e até mesmo estrias. Ele também tem sido útil em cirurgias ósseas. Na odontologia, por exemplo, já foi aplicado em diversos procedimentos orais, como implantes dentários!

Como tratar a cárie?

Normalmente, é o dentista quem define qual tratamento será usado, já que tudo depende do avanço das bactérias. “Nas fases inicial da cárie, onde existe uma descalcificação, como manchas brancas, devem ser usados métodos de remineralização – com produtos com flúor, xilitol ou clorexidina em formato de géis e vernizes de uso tópico para serem usados no consultório”, explica a especialista. Além disso, cremes dentais e enxaguantes bucais com baixa quantidade de flúor também podem ser indicados para que o paciente continue o tratamento em casa. “A remoção da cárie é feita com a retirada da área amolecida e infectada, e uma restauração é colocada para reconstruir a anatomia dental”, completa ela.

Como o Laser Er: Yag pode ajudar no tratamento de cárie?

Quando voltado para a cárie, o Laser Er: Yag consegue descontaminar a região afetada. “Ele remove a cárie e os metabólitos bacterianos envolvidos no desenvolvimento da lesão”, completa a profissional. Segundo ela, é um procedimento seguro, em que o paciente não passa por nenhum tipo de dor ou incômodo. Além disso, na maioria dos casos, não há necessidade de usar a anestesia. “Com as novas tecnologias, conseguimos, além de tratar, incentivar medidas que contribuem para a inativação da progressão da doença cárie”, comenta. Para conferir a tecnologia de perto, não esqueça de consultar um especialista. Apenas ele poderá determinar qual tratamento será usado para eliminar o problema, mas vale perguntar e conhecer melhor as novas tecnologias ;)

Como se prevenir da cárie?

Quando o assunto é cárie, muitos fatores podem estar envolvidos! Isso pode ser desde o estilo de vida do paciente até o fato de ele passar o fio dental ou não. Por isso, a melhor forma de se prevenir do problema é indo ao consultório do dentista regularmente. Lá, o paciente fica sabendo de como devem ser feita a higiene bucal, além de fazer procedimentos que controlam esse problema, como a limpeza dentária e a aplicação tópica de flúor. Uma outra forma de prevenção é ter controle no consumo de alimentos muito açucarados - eles são os favoritos dessas bactérias bucais. Seguindo essas dicas, o paciente estará mais seguro

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Fátima Zanin - Mestre em Diagnóstico com Fluorescência a Laser e doutorado em Clínicas Odontológicas na área de Cariologia
São Paulo - SP
CRO: 196.333