É muito bom poder cuidar do nosso sorriso, né? Não só em casa, com os itens de higiene bucal necessários, mas com as consultas preventivas com seu dentista. Esta, inclusive, é uma etapa essencial. Porém, há muitas pessoas que não tiveram essa oportunidade quando jovens e sofreram as consequências da falta de cuidados. O resultado... saúde bucal deficiente. E com isso sentem vergonha ao sorrir, privando-se de vários momentos na vida. Assim aconteceu com Gustavo Aquino, na época, com 13 anos. Porém, tudo mudou quando foi chamado para participar da Megatriagem, em 2006. Conheça mais da história dele.

O sorriso antes da Turma do Bem

Gustavo, que ficou sabendo do evento através de uma notícia no jornal, conta que aos 13 anos, antes de participar dessa mega triagem e fazer o tratamento com os Dentistas do Bem, seus dentes não eram tão bonitos quanto hoje em dia. "Meu problema era muito mais ortodôntico, o que me dava vergonha de sorrir e conversar com as pessoas". Quando completou a maioridade e a má fase odontológica chegou ao fim, ele passou a sorrir de uma maneira diferente. "Depois do tratamento, a melhora não foi só no meu sorriso, mas na minha autoestima também", garante o rapaz que, atualmente, aos 23 anos, está satisfeito com seu cartão de visitas bucal.

O jovem aprendeu a importância da saúde bucal

Uma das coisas mais legais que esse projeto faz é que muito mais do que tratar um sorriso que precisa de cuidados, também ensina aos jovens a importância disso e como mantê-lo para toda a vida. Gustavo obteve esse aprendizado e, hoje, percebe a diferença e garante que realiza sua higiene com muito mais atenção. "Os dentes dão a aparência à pessoa. É muito mais fácil se desenvolver na vida com dentes certos do que com dentes ruins". Ele também conta que toda essa transformação foi muito além da estética. "O impacto da mudança foi mais que a saúde, isso melhorou na minha autoconfiança".

Não deixe de cuidar do seu sorriso

Alguns dados do Ministério da Saúde mostram que, aos 5 anos de idade, mais de 53% das crianças já tiveram cárie. Com base nessa informação, a Associação Brasileira de Odontologia (ABO) alerta que nessa idade os pequenos já possuem, em média, mais de duas cáries nos dentes de leite. Tudo por conta de uma má higiene bucal e a ausência de um acompanhamento odontopediátrico desde cedo. Pensando nisso, Gustavo diz que os cuidados higiênicos precisam começar desde cedo e deixa um recado para demais jovens . "Higiene bucal tem que ter desde o berço. Eu indico cuidar muito dos dentes, porque dá muito mais trabalho um dente ruim do que escova e fio dental todo dia". Viu só? Nunca é tarde para recuperar a saúde do seu sorriso.