Tártaro: quando você menos espera ele está lá, grudado nos seus dentes e causando um monte de complicações. Sem dúvidas, esse é um dos problemas bucais mais comuns entre os pacientes e ele acontece a partir de pequenos deslizes na rotina de cuidados, como uma higiene mal feita, o não uso do fio dental e a ingestão exagerada de carboidratos ao longo do dia. Além da cárie, outra doença grave que o tártaro pode causar é a periodontite. Quer saber como isso acontece? O Sorrisologia explica e ainda revela truques de como prevenir o problema.

Tártaro: o que é? Como se desenvolve?

O tártaro, nada mais é, do que o acúmulo de placa bacteriana nos dentes. Quando não removemos totalmente essas bactérias durante a higiene bucal, essa placa fica amarelada, endurecida, formando uma espécie de uma crosta na superfície dos dentes. Além da péssima escovação e o não uso do fio dental, o tártaro também pode ser provocado por uma alimentação desequilibrada. Se você é o tipo de pessoa que come muito doce e carboidratos todos os dias, terá mais chances de desenvolver esse problema no sorriso.

Do tártaro à periodontite: entenda como a doença bucal acontece

Por ser uma costa de bactérias formada nos dentes, o tártaro é capaz de causar outros problemas bucais. Entre eles, podemos citar a cárie, o mau hálito, a gengivite e, claro, a periodontite. A doença periodontal é considerado o estágio mais grave. Com ela, os tecidos ficam menos resistentes, ocorre a perda da inserção gengival, os dentes acabam ficando moles, causando a movimentação e a perda dos elementos. 

Já deu para perceber que a dimensão do problema, né? É muito importante não deixar que um simples tártaro evolua aos poucos, já que quando chega no estágio da periodontite apenas um profissional bastante capacitado pode resolver a situação.

6 formas de prevenir o tártaro e a periodontite

1. Escove os dentes todos os dias após as refeições;

2. Use uma escova de dentes macia, com cerdas finas que escove até mesmo os espacinhos entre os dentes;

3. Use um creme dental específico para a gengiva que remove a placa bacteriana que fica rente ao tecido;

4. Após a escovação, passe o fio dental para eliminar os restinhos de comida e bactérias;

5. Use um enxaguante bucal com flúor para prevenir a multiplicação de bactérias;

6. Vá ao dentista regularmente para fazer o procedimento de profilaxia e evitar a formação do tártaro.