Dizem que o sorriso de uma criança é algo mais puro que existe. Para a odontopediatria, esse ditado se confirma, mas desde que acompanhado de saúde. A dentição completa na vida dos pequenos é essencial e os permite qualidade de vida. Segundo a dentista e especialista no assunto, Amanda Mattos, os dentinhos decíduos, mais conhecidos como de leite, formam o primeiro cartão de visitas de uma pessoa. E é a partir daí que todo o desenvolvimento da região bucal se inicia. Mesmo que todos eles caiam um dia para dar lugar aos permanentes, entenda a importância de viver todas as fases da saúde bucal.

Os dentes de leite são fundamentais

Eles nascem e, após alguns anos, caem para dar espaço a outros mais fortes. Mas para que este ciclo seja fiel, é importante cuidar muito bem dos dentes de leite do seu filho. "Sua importância se dá por atuar no desenvolvimento maxilar, na mastigação, fonação e servirem de guia para os dentes permanentes, além da função estética". A odontopediatra ainda explica que a saúde da primeira dentição reflete no desenvolvimento e nascimento da dentição permanente.

A falta deles reflete em muitas complicações

Amanda conta que muitos problemas podem ser gerados pela falta de dentes, mesmo que na dentição decídua. "Entre eles está o comprometimento estético, capacidade de mastigação reduzida, podendo gerar problemas estomacais ou intestinais, alteração na oclusão, perda de espaço, inclinação dos dentes e dificuldade na fala".

Situações como estas aconteceram com o menino Ryan, de apenas 6 anos. Ele perdeu todos os seus dentes de leite devido a um caso raro de cárie precoce. "É um tipo de cárie rápida e altamente destrutiva que acomete a primeira dentição", explica a profissional. O caso ganhou conhecimento nas redes sociais quando Amanda recuperou o sorriso da criança com uma prótese dentária móvel. "No caso dele, não houve possibilidade de tratamento conservador pela complexidade, sendo indicado as extrações".

Sem dentes, os pequenos deixam de sorrir

A perda de um ou mais dentes gera vários problemas e reflete diretamente na vida social da criança. "Seja na questão estética, a criança tem dificuldade de se relacionar, sorrir, gerando outros problemas de saúde". A odontopediatra conta que Ryan era um menino tímido, com pouco envolvimento com outros colegas e sempre muito reservado na escola. "A mãe relata que ele não conseguia comer alguns alimentos, além da fala ser comprometida na pronúncia de algumas letras".

O poder da Odontopediatria para o sorriso de uma criança

Quando uma criança perde seus dentes por conta de bactérias como a cárie, por exemplo, é possível recuperar o sorriso com alguns tratamentos. Um deles é a prótese dentária removível, a mesma que Ryan ganhou. Amanda conta que o acessório precisa ser trocado periodicamente e que seu mais novo paciente terá que fazer outros procedimentos. "Ele ainda tem cinco dentinhos na arcada inferior. Alguns vão precisar de canal e outros serão extraídos".

A profissional conta que alguns dentes permanentes não irão nascer, devido a ausência de formação. Mas quando o jovem alcançar a fase adulta, poderá ganhar implantes dentários. Ao concluir o procedimento, Ryan não soube esconder o sorriso. "Ele ficou muito emocionado, chorou bastante, o que comoveu a todos", diz Amanda. Ela ainda lembra que devolver os dentinhos para Ryan foi uma satisfação pessoal e profissional incomparável. "Ele não queria só ter dentes, como também restabelecer seu convívio social, recuperar sua autoestima e adquirir uma qualidade de vida melhor".