A síndrome da ardência bucal consiste na sensação de queimação em alguma região da boca. Só de imaginar já parece horrível, não é? Além disso, essa síndrome pode causar muitas consequências bucais, como boca seca e falta de paladar. Mas será que essa doença também pode levar aos problemas mais chatinhos que podemos ter na boca, como aftas e mau hálito? A estomatologista Dulce Helena Cabelho esclarece como isso pode acontecer e dá dicas para evitar essas situações nada agradáveis.

Aftas e mau hálito

A falta de produção de saliva pode causar um quadro de xerostomia, no qual consiste na secura da boca. "Nesses casos é mais comum o aparecimento de lesões ulceradas e alteração do odor do hálito", afirma a especialista. Segundo Dulce, a mudança na alimentação como método para melhorar o quadro da síndrome da ardência bucal também pode ajudar no surgimento de aftas e mudanças no hálito.

Mau hálito X halitose

Mau hálito é um transtorno passageiro, de acordo com Dulce. "Está associado a mudanças de ph da mucosa bucal, principalmente em períodos longos sem alimentação adequada ou pela manhã".  Já a halitose é a doença com quadro clínico característico, um estado mórbido que varia de paciente para paciente e pode estar relacionada à doenças gengivais, como gengivite e periodontite, à doenças sistêmicas, ao uso de certos medicamentos e até à hipertrofia da adenoide (duas estruturas de tecido linfático, localizadas no fundo das fossas nasais).

O que fazer?

Em primeiro lugar é necessário descobrir as causas da halitose. "A etiologia só poderá ser definida mediante a um preciso exame clínico feito pelo profissional, em especial, o cirurgião-dentista", esclarece. Isto é, apenas depois dessa etapa é que o especialista vai poder indicar os métodos técnicos para que o mau odor possa ser evitado.

Higiene bucal evita a síndrome?

A síndrome da ardência bucal não está relacionada diretamente à má higienização oral. Mas a boa limpeza da boca pode ajudar de outras formas. "A manutenção da saúde bucal é um dos meios de alívio dos sintomas da doença". Claro, não é por isso que você vai deixar de lado os hábitos saudáveis para manter uma boca sempre limpinha. Então, não se esqueça de escovar os dentes meia hora após as principais refeições, usar fio dental pelo menos uma vez ao dia e escolher um creme dental adequado às suas necessidades.