Mesmo seguindo normalmente a rotina, os famosos imprevistos sempre acontecem. Uma mordida em um alimento mais duro ou uma queda surpreendente são alguns episódios que podem levar a um dente quebrado. Os dentes são estruturas extremamente fortes, entretanto, podem trincar, quebrar ou se romper. Caso esteja suspeitando que quebrou um dente, é de suma importância ir logo ao consultório de um dentista. A profissional Kalina Diniz tira dúvidas sobre o que fazer nestes momentos.

Quebrei o dente, e agora?

De acordo com a dentista, assim que aconteceu a fratura, o primeiro passo é procurar um profissional. Vale lembrar que, caso tenha recuperado o dente, leve-o também para o consultório, pois contribuirá para a escolha de um melhor tratamento. O fragmento poderá ser analisado e diagnosticado através de um exame clínico minucioso e radiográfica. Kalina ainda explica que este procedimento contribui na avaliação do tipo de fratura, vertical ou horizontal.

O dente vai nascer de novo?

A profissional é direta. “Nenhum dente cresce de novo, nem os dentes decíduos (dentes de leite) ou permanentes. Não se deve, inclusive, confundir isto com a troca do dente decíduo pelo permanente , o que é normal.”, explica a profissional.

Por que o dente quebra?

A quebra de um dente pode ter diferentes causas, como por acidente (trauma dental por colisão), problemas de oclusão, contatos prematuros, quando se tornam enfraquecidos através de restaurações extensas, entre outros.

O dente também pode ter desenvolvido microfraturas e a dentista destaca alguns motivos: a cárie, que é um dos principais agentes que enfraquecem a estrutura dental; bruxismo, quando a tensão e nervosismo atuam durante o sono e o indivíduo range e aperta seus dentes; a mordida cruzada, com os dentes desalinhados podem gerar fissuras e quebrá-los; desgaste com o tempo, assim como ocorre com qualquer parte do corpo; traumas dentais, como por exemplo acidentes em geral, e reabsorções internas ou externas.

Além disso, vale destacar a importância de uma boa alimentação para toda a saúde do corpo, inclusive a dos dentes. O consumo excessivo de alimentos e bebidas cítricas pode causar desgaste no esmalte, deixando os dentes mais sensíveis e fracos, o que favorece a quebra.

Quais os tipos de tratamento para um dente quebrado?

Todo o procedimento escolhido e seguido dependerá de cada caso. O tratamento a ser realizado será baseado na história clínica do paciente, associada à imagem radiográfica. A dentista Kalina Diniz destacou uma sequência clínica que é, geralmente, seguida: aplicar anestesia e limpeza do local (caso seja reaproveitável), imagem radiográfica, cimentação do fragmento ou restauração em resina e acompanhamento radiográfico. No entanto, caso a fratura do dente tenha atingido a câmara pulpar (polpa) será indicado um tratamento endodôntico prévio, também conhecido como canal.