Se você prefere escovar os dentes com bastante força para tirar todo e qualquer vestígio de bactérias bucais e mau hálito, saiba que esse não é o melhor caminho! Já ouviu aquele ditado “Menos é mais”? Quando falamos de força nesse momento, ele também serve! Segundo os especialistas, uma das principais causas da sensibilidade dentária é a escovação vigorosa e feita de maneira incorreta. As dores constantes ao consumir alimentos muito quentes ou muito gelados podem ser um grande peso no dia a dia. Para não desenvolver o problema, o mais indicado é parar de escovar os dentes com força o quanto antes. Para explicar melhor essa relação, chamamos o periodontista André Alvim. Entenda!

As principais causas da sensibilidade dentária

A maioria das causas da sensibilidade dentária está ligada, de alguma forma, à erosão ácida ou à retração gengival. Esses dois fatores, por sua vez, podem ser causados por diversos problemas. Normalmente, a erosão dentária acontece quando o paciente consome com uma certa frequência alimentos e bebidas ácidos. Uma outra causa para essa complicação é a diminuição do fluxo salivar. Já a retração gengival, acontece principalmente por conta de problemas periodontais, como a gengivite e a periodontite. Mas por que esses problemas causam sensibilidade?

Tanto a erosão ácida quanto a retração gengival desgastam a primeira camada do dente. O dente é composto pelo esmalte dentário, sua proteção mais superficial; pela dentina, a camada mais interior; e a polpa dentária, cheia de terminações nervosas. Quando o esmalte é destruído, de alguma forma, há uma maior exposição da dentina, deixando os nervos menos protegidos.

Então, por que escovar os dentes com muita força causa sensibilidade?

Estamos falando de gengivite, saliva, mas ainda não explicamos nada dos problemas da escovação incorreta, certo? Acontece que escovar os dentes com muita força é, na verdade, a principal causa da sensibilidade. Esse costume pode trazer ambos os problemas, mas principalmente o desgaste do esmalte. “Quando a dentina está exposta, os estímulos externos como uma bebida gelada por exemplo, atingem o centro do dente através dos túbulos dentinários, causando a sensibilidade”, explica o periodontista.

Se você escova os dentes com uma certa força e tem percebido seus dentes mais moles ou as gengivas menores, é bom ter uma atenção ainda maior com o caso. Ficar com o esmalte dentário desgastado por muito tempo apresenta sérios riscos. “Nesses casos, os riscos vão desde uma pequena sensibilidade, passando por uma sensibilidade grande, e até mesmo, risco de ser necessário um tratamento de canal”, alerta o profissional.

Tratamento e prevenção da sensibilidade dentária

O tratamento da sensibilidade pode variar bastante de acordo com o caso. “Na maioria das vezes, o tratamento indicado é a realização de uma restauração de resina na face do dente que foi desgastada”, comenta ele. Mas é importante verificar com o seu dentista qual seria a melhor opção para o seu caso.

Mas a prevenção é sempre o melhor tratamento. Para isso, o melhor caminho é por meio da escovação correta, evitando a gengivite e a erosão dentária. “Prefira escovas dentais de cerdas macias e evite fazer a escovação de maneira vigorosa”, indica ele. Uma outra recomendação é esperar 30 minutos, após comer, para realizar a higienização. Para mais dicas, não esqueça de consultar seu dentista de confiança!

Este artigo tem a contribuição do especialista:
André Alvim - Periodontista

Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 24039