O clareamento dental é um tratamento bastante procurado nos consultórios de dentistas. Ele tem como objetivo deixar os dentes mais brancos, mas além da estética, ele aumenta também a autoestima de quem o realiza. Quem pensa em realizar o clareamento precisa ter em mente que o acompanhamento de um dentista é profissional nesse momento, mesmo que seja do tipo feito em casa. Caso contrário, podem surgir efeitos colaterais, e a sensibilidade dental é o mais comum. A dentista Beatriz Bussab explica por que isso acontece e como evitar esse sintoma.

Se feito sem acompanhamento profissional, o clareamento pode ter efeitos colaterais

O clareamento dental age através de uma reação química com a estrutura do dente, fazendo com que ele fique mais claro. É importante lembrar que mesmo quando falamos de clareamento dental caseiro, não significa em receitas milaborantes da internet, mas apenas de uma técnica com mais comodidade para ser feita em casa e que deve, imprescindivelmente, ser acompanhada por um profissional da área. “O uso indiscriminado também pode causar inflamação gengival, sangramento e até úlceras nos tecidos moles, portanto deve sempre ser feito com o acompanhamento de um dentista”, explica a profissional.

Sensibilidade dentária após um clareamento

Mar por que será que a sensibilidade acontece? “Ela ocorre devido à ação do gel clareador, que desidrata o dente e penetra nos túbulos dentinários, causando a sensibilidade térmica”, esclarece ela. A pessoa passa a sentir então uma sensibilidade ao consumir bebidas muito frias ou quentes.

No entanto, isso não quer dizer que todo mundo que faça o clareamento desenvolva esse sintoma. “O clareamento não deve ser ligado a dor ou sensibilidade”, afirma. Cabe ao dentista analisar qual é o melhor tratamento para seu paciente, clareamento caseiro ou de consultório, e aplicar produtos para evitar qualquer tipo de dor ou desconforto.

Como é possível evitar e contornar essa sensibilidade?

A boa notícia é que existem algumas formas de se prevenir contra esse problema. “Podemos controlar a sensibilidade com a aplicação de dessensibilizantes antes do tratamento, com o uso de flúor após o tratamento para promover a remineralização do esmalte do dente, e com creme dentais específicos para sensibilidade”, recomenda Beatriz. Caso a pessoa já apresente sensibilidade antes mesmo de começar o tratamento, podem ser utilizadas dosagens menores do gel clareador para evitar o risco.

De que maneira o uso de produtos específicos pode ajudar nesse momento?

“Estes produtos diminuem a sensibilidade do dente, promovendo a remineralização do dente, e fechando os tubérculos dentinários”, explica a profissional. No entanto, ela afirma que se mesmo com o uso dos produtos para prevenção da sensibilidade não for o bastante, o dentista pode prescrever o uso de analgésico ou anti-inflamatório no dia do clareamento de consultório para evitar o incômodo.