Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
07.08.2019

Selante dentário: quando e como é aplicado? Qual a finalidade dessa técnica? Dentista esclarece

  O selante é mais uma das diversas técnicas que podem ajudar o seu sorriso. Conheça mais sobre ele
O selante é mais uma das diversas técnicas que podem ajudar o seu sorriso. Conheça mais sobre ele

Expert

Alexandre César

Alexandre César

CRO-SP: 52261

Dentista especializado em Implantodontia e Dentística Restauradora, atuando há mais de 25 anos em Estética Dental. Formado em Odontologia, pela faculdade Santo Amaro, e com Mestrado em Implantodontia. Entre os diversos cursos que realizou no Brasil e no exterior destaca-se os cursos de Atualização em Implantes Bicorticais e Osseointegrados e o American Dental Association Annual Sessions, em Orlando, Washington DC, São Francisco e Havaí. Atualmente é membro da Academy of Osseointegration, sócio da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD) e Membro da Associação Brasileira de Odontologia Digital (ABOD).

As tecnologias vêm para o bem e quando se trata de cuidar do seu sorriso, são inúmeras as técnicas que auxiliam nesse processo. Desde os tratamentos ortodônticos para o alinhamento dos dentes, até o clareamento dental, que serve para deixá-los mais branquinhos. O selante dentário é mais uma dessas técnicas, e se você nunca ouviu falar dele, essa é a hora de tirar todas as suas dúvidas com o especialista em Implantodontia e Dentística Restauradora, Alexandre César.

O que é o selante dentário?

Tratamentos complementares para ajudar a proteger seus dentes às vezes é necessário, e uma possibilidade é através da aplicação do selante dentário. “Selante dentário é uma resina utilizada para ser colada na superfície do esmalte dental, na região dos sulcos dos dentes, chamada de superfície oclusal (a que oclui, morde)”, explica o especialista.

Qual a sua função e para quem ele é indicado?

Para entender a função do selante, é preciso saber o que são os sulcos dentais. Estes, por sua vez, são os “risquinhos” que começam a ficar escuros com o passar do tempo, segundo o dentista. Ele explica que essas partes escurecidas ocorrem pelo acúmulo de alimentos que não conseguem ser removidas pelas escovas de dente, ou mesmo pelo sulco ser tão profundo que o alimento fica retido no local e não consegue sair. “Portanto, a função do selante dentário é selar estes sulcos e impedir o acÚmulo de alimentos nos dentes e, consequentemente, a formação de cáries”, conta. Logo, apesar de ser mais comum em crianças e adolescentes, qualquer um pode aplicar o selante dentário. Isso acontece porque as pessoas mais novas ainda possuem dentes que não sofreram desgaste de mastigação ou bruxismo. “As pessoas idosas já possuem os dentes bem desgastados e os sulcos costumam desaparecer ou diminuir.”

Como ocorre a aplicação do selante dentário no paciente?

Não há muito mistério em sua aplicação. Para começar, o especialista explica que o dentista deve realizar a profilaxia na região dos sulcos para, posteriormente, aplicar o ácido que vai correr microscopicamente a superfície do esmalte na área dos sulcos, permitindo que o selante penetre-os, vedando-os. “Após a penetração, será aplicada uma luz azul para o selante polimerizar (endurecer), e assim não entrará mais alimentos no sulco”.

Os benefícios e os cuidados após a colocação do selante dentário

Já que o selante impede o acúmulo de alimentos nos sulcos, torna-se muito mais fácil a escovação dental. Além disso, é muito mais difícil de ocorrer uma cárie nos dentes permanentes. Quanto aos cuidados, eles são basicamentes os mesmos hábitos de limpeza e higiene bucal de sempre: é imprescindível escovar os dentes diariamente com o auxílio do fio dental após as principais refeições. Quando se adota uma rotina de limpeza adequada, a probabilidade de existir cárie na superfície oclusal é muito menor, segundo Alexandre.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alexandre César - Dentista especializado em Implantodontia e Dentística Restauradora
São Paulo, SP
CRO-SP: 52261

Mais Matérias: Odontologia
O que pode causar infiltração no dente?
Odontologia
O que pode causar infiltração no dente?
A infiltração no dente é um quadro mais comum do que se imagina e pode estar associado a problemas na restauração dentária. Capaz de provocar uma série de incômodos, como sensibilidade e até mesmo cáries, a condição requer um tratamento imediato para evitar danos mais...
Fotopolimerizador: quais as vantagens de usá-lo no tratamento dental?
Odontologia
Fotopolimerizador: quais as vantagens de usá-lo no tratamento dental?
Quando se trata de equipamentos tecnológicos, o fotopolimerizador é um dos grandes destaques da...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
Odontologia
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
A restauração de dente é um dos procedimentos mais conhecidos entre os pacientes. Responsável por devolver a integridade do elemento dentário, ela é recomendada em casos de uma cárie profunda, fratura ou outra doença bucal. No entanto, assim como qualquer outra técnica odontológica,...
Candidíase: tratamento caseiro para a doença bucal funciona?
Odontologia
Candidíase: tratamento caseiro para a doença bucal funciona?
Não é mistério que a candidíase na boca é um dos quadros que podem prejudicar a...
com a participação de:
Kalina Diniz
CRO-SP: 110560
Prontuário eletrônico é melhor do que o tradicional? Conheça os benefícios dessa tecnologia para a odontologia
Odontologia
Prontuário eletrônico é melhor do que o tradicional? Conheça os benefícios dessa...
Seja para tratar uma dor de dente em casa , sangramento na gengiva, herpes labial ou auxiliar uma criança...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Candidíase na boca: é contagioso? Como tratar? Dentista indica os cuidados com a doença
Odontologia
Candidíase na boca: é contagioso? Como tratar? Dentista indica os cuidados com a doença
Popularmente conhecida como “sapinho”, a  candidíase na boca se trata de uma...
com a participação de:
Kalina Diniz
CRO-SP: 110560