Imagine essa situação: você vai ao médico com uma forte e constante dor de cabeça. Depois de analisar muitas hipóteses, ele te fala: você precisa ir ao dentista! Esses casos podem ser bem comuns porque, na verdade, a saúde bucal influencia muito a saúde geral. Elas andam lado a lado: dor de cabeça pode significar bruxismo e má higiene bucal pode abrir portas para a pneumonia, por exemplo. Em outras situações, as bactérias que normalmente habitam a boca podem se proliferar e chegar à corrente sanguínea. Para explicar melhor o assunto, a estomatologista Liana França explicou para o Sorrisologia como são esses casos e como se prevenir!

Como que a saúde dos dentes e da gengiva influencia a saúde geral?

Pode não parecer, mas existem no organismo saudável bactérias importantes para o bom funcionamento do corpo. Apesar disso, quando se acumulam, esses agentes podem iniciar uma complicação para o paciente. “Se não houver a correta higienização, bactérias nocivas ao organismo podem crescer dentro da boca e, se forem para a corrente sanguínea, podem causar doenças pelo corpo”, explica. Elas usam do trato gastrointestinal ou do sangue para ter acesso ao organismo.

Essa proliferação de bactérias pode acontecer principalmente em três situações: quando o paciente não elimina a placa bacteriana, acumulando-as com o tempo; quando o organismo está com a imunidade baixa e quando há sangramento na boca. A maioria desses casos pode ser evitado com uma boa higiene bucal!

Quais doenças da saúde geral podem ser originadas de doenças bucais?

A endocardite bacteriana é o nome médico para uma doença que acomete o coração. As bactérias proliferadas usam do sangue para alcançar e se instalar no coração, gerando essa doença grave que, quando avançada, pode até levar à morte. Se esses microorganismos chegam no coração, eles também vão ao pulmão. Quando isso acontece, inicia-se um quadro de pneumonia. E, por fim, assim como explica Liana, a gengivite pode ser um primeiro passo para todos esses casos. Causada pela falta de higiene bucal, ela acumula esses agentes nocivos que posteriormente podem chegar no coração ou no pulmão.

Como evitar essas doenças?

Para evitar essas e outras doenças, Liana recomenda que os pacientes mudem sua rotina de higiene bucal. Escovar os dentes e passar fio dental são atividades diárias. Atitudes simples que podem prevenir o aparecimento de cáries, gengivite, tártaro e periodontite. Mais uma dica é manter as gengivas sempre saudáveis. Lembre-se que qualquer sangramento gengival não é saudável! A última dica é visitar regularmente o dentista para fazer os check-ups e também sempre que perceber alguma alteração na boca.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Liana França Araújo - Estomatologista e Mestre em Patologia Bucal
Niterói - RJ
CRO-RJ: 19174