Queimaduras na língua: já passou por esse incômodo ao comer algo muito quente? E alimentos muito gelados já te provocaram dor? Temperaturas extremas podem ser prejudiciais para a saúde bucal. Sempre que houver o famoso “cérebro congelado” ou qualquer reação a esse tipo de alimentos, o profissional deve ser procurado. Se algo fez uma queimadura na mucosa da boca, por exemplo, é preciso de tratamento! A cirurgiã-dentista Rhianna Barreto explica como e quais complicações podem estar envolvidas!

Como a temperatura da comida pode afetar a saúde bucal?

Alimentos muito quentes, como chá, café ou até mesmo qualquer tipo de comida que foi esquentada acima do comum, podem provocar úlceras. “Eles podem provocar lesões ulceradas em cavidade oral e despapilação lingual, causando perda do paladar por um curto período de tempo”, comenta a especialista. Também é comum que o paciente sinta ardor contínuo na região em que aconteceu a ferida. É como se o alimento tivesse provocado uma queimadura, podendo ser necessário procurar ajuda de um dentista.

Com comidas muito geladas, o paciente também pode experienciar incômodos. “Pode ocorrer hipersensibilidade dentinária com dor aguda durante o estímulo em um ou mais dentes”, completa ela. A temperatura muito fria consegue provocar dores intensas nos dentes atingidos. Rhianna também comenta que pessoas com alguma erosão dentária, abfração ou hipersensibilidade podem sentir desconfortos ainda maiores do que o normal.

Sensibilidade dentária é um dos problemas mais comuns e a dor é estimulada ao contato com alimentos muito frios

Se você tem sentido muitas dores quando ingere alimentos com temperaturas extremas, como muito quente ou muito frio, pode ser que os incômodos estejam indicando um problema bucal maior. O mais comum é a sensibilidade dentária, que normalmente é causada por alguma outra complicação. Além disso, alguns fatores podem contribuir para que o paciente sinta os desconfortos, como exemplificar a dentista. “Pessoas que já possuem alguma condição sistêmica que causa xerostomia, que fizeram tratamento de radioterapia e pacientes com síndrome da ardência bucal”. Todos esses casos necessitam de acompanhamento do dentista! Então, se você tem sentido dores, não se esqueça de consultá-lo.

Machucados na boca: como tratar?

Segundo a cirurgiã-dentista, os tratamentos são variados e precisam da colaboração do paciente para que continue com eles em casa. Para os alimentos frios, é preciso controlar a ingestão de alimentos ácidos como milho, pão, farinha, feijão, abacaxi, entre outros. Vale lembrar que não há necessidade de cortá-los, apenas ter controle. Além disso, existem ainda outras opções. “Fluoreto de sódio, verniz fluoretado e laser Nd:YAG podem ser aplicados nos dentes para diminuir a sensibilidade”, comenta ela.

Já com alimentos quentes, se houve algum tipo de lesão envolvendo queimaduras, o mais indicado é procurar o dentista. “Ele pode prescrever medicações via oral, tópica ou até tratamento com laserterapia infravermelha”, acrescenta. Portanto, para ter certeza de qual tratamento é o ideal para o seu caso, converse com o seu dentista e mantenha um acompanhamento com esse mesmo profissional. Vale lembrar que automedicação nunca é indicada e, por vezes, pode complicar ainda mais o quadro.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Rhianna Barreto - Cirurgiã-Dentista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ:37448