Quem não lembra deste elemento nas aulas de química, não é mesmo? Talvez você pensou que nunca ia precisar do flúor. Mas não é bem assim. Muito além da tabela periódica, ele é um grande componente para a saúde da boca e fazemos uso dele todos os dias, mesmo sem se dar conta. Composto nos itens de higiene e até em alguns alimentos, ele é um dos principais agentes defensores contra as cáries e proporciona mais força e proteção para os nossos dentes. Ficou curioso? Para saber mais sobre esse super-herói bucal, fique de olho no que o dentista Felipe Furquim tem a contar!

Qual é o papel do flúor em nossos dentes?

Segundo o profissional, o flúor ajuda a fortalecer o esmalte dentário do processo de desmineralização, ou seja, a perda de minerais, por conta dos alimentos ácidos, como vinagre, suco de laranja, refrigerante, entre outros, que consumimos no dia a dia. "É uma guerra para manter o dente forte. Os ácidos provenientes das bactérias e dos alimentos removem mineral do dentes e o flúor ajuda a devolver esse mineral para o esmalte", explica o profissional.

Excesso pode fazer mal?

Para fazer bem aos dentes o flúor precisa ser usado da forma e com a quantidade corretas. Felipe afirma que utilizado em grande quantidade ele pode, sim, causar a chamada fluorose dentária. Esse é um processo que causa má formação do esmalte dental em crianças por excesso de flúor e que ocorre no período de desenvolvimento dos dentes. "Nos casos mais leves, a fluorose se apresenta na forma de manchas mais brancas sem brilho no esmalte do dente. Nos casos mais severos, é uma coloração acastanhada e o esmalte fica bem poroso e sem resistência tornando-se mais frágil", afirma Furquim.

Qual é a quantidade ideal por dia?

A água encanada contém flúor e já contribui no seu dia a dia, além dos alimentos e chás. Mas o creme dental com flúor é muito eficaz para manter estabilidade na flora bucal, deixando seus dentes fortes e seguros. Estudos comprovam que ao escovar os dentes regularmente com pasta fluoretada você melhora o padrão de saúde da boca.

"Apesar da dose tóxica do flúor ser bem alta, devemos ficar alerta porque o flúor não causa apenas fluorose. A toxicidade aguda pode causar sintomas como leve mal-estar, ânsia e vômitos". Em caso de ingestão acidental, vá até um pronto-socorro mais próximo com o frasco de flúor para análise.

Flúor verniz X flúor gel

Além dos itens caseiros, existe flúor em gel e em verniz, que são aplicados apenas no consultório dentário. O dentista afirma que ambos possuem a mesma função: proteger e fortalecer os dentes, porém, de formas diferentes. "O flúor em gel é para tratar de uma forma mais generalizada todos os dentes ou um grupo de dentes. Já o verniz, podemos aplicar em uma área específica de difícil acesso e, por ficar mais tempo em contato com os dentes, melhora a remineralização".

A higiene bucal não para

Para ter um resultado mais eficiente na sua limpeza, nada melhor do que fazer uso produtos que contenham flúor. O enxaguante bucal é uma poderosa proteção para os dentes, eliminando os germes causadores da placa bacteriana, mau hálito e gengivite, além de proteger contra o ataque de elementos ácidos. E tem mais! O enxaguante não deve conter álcool para não causar ardência em seus dentes e garantir o hálito que você tanto deseja.