Depois que nascem os primeiros dentinhos, os cuidados com o sorriso do seu filho não devem ficar para segundo plano em hipótese alguma! A melhor maneira de garantir isso é se dedicar a exercer uma boa higiene dental na boquinha dos pequenos e, quando chegar a hora certa, ensinando-os como isso deve ser feito. Para te ajudar nesse momento, o Sorrisologia conversou com a odontopediatra Joaquina Diniz, que montou um passo a passo de como ensinar seu filho a escovar os dentes. Confira!

Cuidados com a higiene bucal devem começar na infância

Estabelecer uma rotina de higiene com os filhos é um passo super importante para que ele se torne um hábito, já que, assim como tudo na vida, quando fazemos algo repetidas vezes, isso se torna praticamente “automático” depois de um tempo. De acordo com a especialista, é fundamental exercer uma higiene oral adequada durante a infância para evitar problemas bucais, pois quando isso não acontece a qualidade de vida da criança é muito prejudicada. Isso porque, além de favorecer o aparecimento de cáries, outros processos infecciosos podem se instalar na boca dos pequenos e prejudicar, além dos dentes de leite, também os dentes permanentes que estão em processo de erupção. “A boa higiene associada ao acompanhamento profissional pode prevenir diversos problemas e tornar os tratamentos menos invasivos caso ocorra algo, por exemplo lesões de cárie, por diagnosticá-las logo no início”, explica.

Pais devem servir de exemplo na hora da higiene bucal

Conforme a odontopediatra orienta, os pais devem ser um exemplo para os pequenos: “Os pais devem deixar que os filhos os vejam cuidando de seus dentes e auxiliá-los na escovação dos deles pois crianças pequenas ainda não tem a destreza manual (e paciência) necessária para fazer uma adequada higiene oral sozinhos”. Para facilitar esse processo, Joaquina sugere que os pais tentem associar a escovação dos dentes com coisas lúdicas: cantar musiquinhas sobre os dentes ou comprar uma pasta de dente do personagem preferido do seu filho pode despertar o seu interesse e tornar o momento mais leve e divertido.

Existem produtos específicos para a higiene bucal infantil

Segundo a profissional, os produtos infantis podem ajudar muito nesse processo pois as crianças se identificam com eles. “As escovas são diferentes para cada faixa etária em relação a disposição/inclinação das cerdas e tamanho da cabeça, lembrando que as cerdas sempre devem ser macias. Já as pastas geralmente tem sabor bem agradável, sem o gosto mentolado muito presente nas pastas para adultos”.
Para garantir que tudo seja feito da maneira correta, Joaquina alerta que o ideal é sempre procurar a orientação de um odontopediatra para saber quais produtos são os mais indicados para a idade do seu filho. “A recomendação atual é o uso de pastas com pelo menos 1000 ppm de flúor desde o primeiro dentinho. Varia somente a quantidade de pasta que se coloca na escova: para um bebê é indicado meio grão de arroz cru e para crianças maiores que já controlam bem a deglutição e não engolem 1 grão de ervilha”.

Passo a passo de como ensinar seu filho a escovar os dentes

1º passo: A escova deve ser inclinada em 45 graus e fazer movimentos circulares, massageando bem a gengiva e toda a parte da frente dos dentes. Esse movimento deve ser feito em todos até chegar no último dente molar.
2º passo: Nos molares, por serem dentes com “depressões”, a escova deve ser posicionada deitada e fazer movimentos de vai e vem (ou "trenzinho", para as crianças) para conseguir limpar bem os sulcos e fissuras. Esse movimento deve ser feito em todos os dentes do fundo até chegar no canino.
3º passo: A partir do canino a escova que estava deitada reta vai ser inclinada e posicionada de pé para limpar a parte de trás dos dentes anteriores num movimento que chamamos para as crianças de “vassourinha”. Utilizando esses passos, você tem certeza que limpou todas as faces dos dentes (vestibular, oclusal e lingual ou palatina).
4º passo: A língua também deve ser limpa, seja com raspadores de língua ou com a própria escova.
5º passo: Agora, a única parte que falta é a superfície interproximal, isto é, o “meio” entre dentes vizinhos. Ele deve ser higienizado com o uso do fio dental, excluindo-se apenas os casos de grandes espaços entre um dente e outro pois nessa situação a escova consegue limpar.

Este artigo tem a contribuição da especialista:
Joaquina Santos Diniz - Especialista em Odontopediatria
Mogi das Cruzes, SP
CRO-SP: 115.367