A hora de escovar os dentes é sempre uma aflição. Em toda higiene bucal sua gengiva sangra e tem dias que você até pensa em não realizá-la, mas sabe que essa não é a melhor opção. Então você pensa: "o que está acontecendo de errado?". Será que é a sua escova de dente que está causando o problema? O periodontista Sérgio Siqueira ajuda a desvendar.

O que significa um sangramento na gengiva?

De acordo com o especialista, essa reação não é culpa da escova de dente e sim de doenças bacterianas, como a gengivite e periodontite. A primeira complicação atinge somente a margem da gengiva junto ao colo do dente, porém, se não for tratada, pode evoluir para a segunda, que é bem mais agressiva. A doença periodontal destrói os tecidos de suporte do dente e nos casos mais avançados, acaba levando a perda do elemento. “Ambas sangram se ocorrer por 3 dias seguidos, é sinal de que você deve procurar um dentista ou periodontista”. Acertar o diagnóstico é determinante para um tratamento de sucesso.

Trocar de escova pode ser a solução?

Substituir a ferramenta a cada três meses e adequá-la ao paciente faz parte de todo tratamento periodontal, que deve ser indicado por um dentista. “Ela é escolhida individualmente em função da espessura da gengiva, forma do arco dental, presença de próteses ou implantes e até da coordenação motora”. Neste caso, crianças ou idosos costumam ter mais dificuldade.

Com a escova nova em mãos, o dentista ou técnico em saúde bucal deve orientar o paciente como utilizá-la. Sérgio conta que existem pessoas que, mesmo usando uma ferramenta com cerdas ultra macias, ainda machucam a gengiva e não conseguem remover totalmente a placa bacteriana, o que é extremamente prejudicial. “Não adianta ter a melhor escova se você não possui a técnica adequada”.

Qual a melhor forma de escovar?

Por mais simples que possa parecer muita gente ainda tem dúvidas da maneira certa de escovar os dentes e ninguém melhor que seu dentista para lhe orientar sobre o passo a passo. Entretanto, o profissional conta que o ideal nesse momento é que a placa bacteriana seja eliminada sem machucar a gengiva. “Para conseguir isso, é importante ter uma escova de cerdas macias e substituí-la com frequência, independentemente do estado das cerdas”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Sérgio Siqueira Júnior - Especialista Periodontia e Implantologia
São Paulo - SP
CRO-SP: 50346