Muitos assuntos se tornam preocupantes e acabam impactando na vida e na saúde. O câncer é um deles. Ele pode aparecer em qualquer parte do corpo, inclusive na boca, nos lábios e no interior da cavidade oral. É possível tratar a doença precocemente com sessões de radioterapia. Tendo a tecnologia aliada a uma equipe de profissionais especialistas no assunto, o tratamento tem chances de sucesso. "A radioterapia consiste no direcionamento de radiações ionizantes ao tumor, com finalidade de destruir as células cancerígenas", explica o radio-oncologista Mauro Murta.

De que forma esse tratamento age no câncer de boca?

A radioterapia consiste na entrega de radiação ionizante, focada em tratar e acabar com as células cancerígenas, impedindo sua evolução. Alguns tecidos próximos à área tratada podem ser atingidos pela radiação e sofrer alguns danos. No entanto, as células saudáveis são mais capazes de reparar os danos gerados por radiação em comparação às cancerígenas.

O profissional conta que os tratamentos estão cada vez mais tecnológicos e menos agressivos. "No caso do câncer de cabeça e pescoço, incluindo cavidade oral, técnicas modernas de radioterapia permitem que a radiação seja mais direcionada ao tumor, poupando órgãos sadios e reduzindo os efeitos colaterais , o que permite uma melhor deglutição e função de voz, com taxas de cura comparáveis ao tratamento cirúrgico".

O tratamento pode prejudicar a saúde bucal?

O especialista conta que os efeitos colaterais da radioterapia são limitados apenas à área que está recebendo o tratamento. Isso pode causar vermelhidão na pele, aftas na boca e garganta, boca seca, alteração do paladar, dor ao engolir certos alimentos, perda de pelos na região e cansaço. Os sintomas devem melhorar após o tratamento, porém, podem permanecer. "Os efeitos colaterais podem sofrer variações na intensidade de acordo com tolerância de cada paciente. Em alguns casos, podem diminuir dentro de algumas semanas, em outros o tempo até a melhora é mais longo".

Medicamentos diminuem os incômodos

Por ser um tratamento intenso, alguns remédios podem ser prescritos para amenizar os efeitos adversos e manter a saúde do paciente preservada. "Os suplementos nutricionais são importantes para ajudar a prevenir a perda de peso. Se em qualquer momento do tratamento você sentir desconforto, informe ao seu médico. Eles podem prescrever medicamentos para ajudá-lo a se sentir melhor", assegura Mauro.

Vencer o câncer é o maior propósito da radioterapia

Para que as chances de sucesso sejam maiores, é importante realizar o diagnóstico precoce da doença. Por isso a importância do autoexame para notar alterações na região bucal e consultar um profissional para diagnóstico correto. Mauro afirma que em muitos casos é necessária a combinação de tratamentos mais efetivos. "O tratamento é com uma equipe multidisciplinar (radio-oncologista, oncologista clinico, odontologia e nutrição) para conseguirmos individualizar cada caso e oferecer o melhor tratamento ao paciente", finaliza.