Produto Relacionado:

Perder um dente é um episódio temido pelos pacientes, mas pode acontecer. Como uma solução para esses quadros existem as coroas e pontes fixas, que são capazes de trazer o sorriso de volta. Entretanto, alguns casos ainda precisam passar por correções na oclusão ou posição dos dentes. E o aparelho ortodôntico pode ajudar nessa tarefa. Para muitos, fica a dúvida se a presença de coroas ou pontes fixas permitem o uso desse dispositivo. Entenda mais sobre esse assunto com as explicações da ortodontista Andréia Cotrim.

Quais casos são indicados usar coroas ou pontes fixas?

O uso das coroas é indicado para pacientes que perderam uma parte do dente, seja por cárie ou alguma fratura. “Outra utilização da coroa é quando o paciente apresenta uma lesão de cárie na região subgengival, o que impossibilita a perfeita adaptação de uma simples restauração”, destaca a profissional. Já as pontes fixas são usadas em casos de perda de um dente e de seu vizinho. Assim como explica Andréia, cada lado é preparado para receber uma coroa unida, conseguindo devolver a oclusão correta. “Muitas vezes é utilizado quando os dentes vizinhos estão inclinados o que impossibilitaria a colocação de um pino de implante pela falta de espaço biológico viável entre as raízes dos dentes remanescentes”, completa ela.

Pacientes com esses itens podem usar aparelho ortodôntico?

Segundo a dentista, pacientes com coroas ou pontes fixas podem utilizar o aparelho ortodôntico sim. No entanto, em cada um dos casos há diferentes cuidados a serem tomados. “Para a utilização do aparelho ortodôntico sobre as coroas protéticas é necessário que a superfície onde o braquete será colado receba um tratamento adequado, dependendo se a coroa for metálica ou de porcelana”, orienta Andréia. Dessa maneira, a adesão entre o braquete e a coroa não apresentam problemas.

Já para os pacientes com pontes fixas é feita uma separação deles e colocado um elemento provisório no local, para que consiga se apoiar no próprio aparelho. “Desta maneira, o ortodontista pode empregar a biomecânica da maneira correta e consequente oclusão do paciente”, explica.

A importância de um ortodontista de sua confiança

Para esses casos, a profissional destaca a importância do papel do ortodontista. “Deve preparar sempre de maneira correta a superfície onde será aderida o braquete para que não haja prejuízo na adesão”, destaca ela. E ainda, para o encaminhamento certo, é preciso verificar os objetivos pretendidos do tratamento. Assim, diversas especialidades podem ser utilizadas de maneira simultânea para alcançar os resultados esperados.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Andréia Cotrim Ferreira - Ortodontista
São Paulo - SP
CRO-SP: 39000