A prótese dentária é um acessório que repõem tecidos bucais e dentes perdidos, para restaurar e manter aparência e função da saúde bucal. Para quem usa prótese dentária removível sabe que são muitos os cuidados com ela, desde a alimentação à higiene dentária e do próprio acessório. Contudo, muitos não sabem que a prótese dentária pode ter um tempo de vida e, dependendo dos cuidados com ela, se faz necessário trocar após algum tempo, conforme afirma o ortodontista Robson Caumo. Pensando nisso, conversamos com o especialista para saber quanto tempo dura uma prótese removível. Saiba também com que frequência você precisa consultar o dentista.

Quanto tempo dura uma prótese dentária?

Os ajustes na prótese dentária são feitos no início do tratamento, no período de instalação e adaptação do novo elemento. As trocas, por outro lado, são feitas se acontecer algo com esse componente. “Elas são aconselhadas quando há quebra, desgaste dos componentes da prótese (geralmente os dentes) ou quando ela chega no limite da sua ‘vida útil’”, explica o profissional. Por isso que os dentistas recomendam seus pacientes a retornar com a prótese removível ao consultório em um período máximo de 5 anos. Ficar com ela mais que isso pode propiciar problemas bucais com frequência.

A prótese dentária pode acumular muitas bactérias. Previna-se de problemas bucais!

É importante realizar essa troca porque, durante esses 5 anos, o paciente pode desgastar a prótese. Isso acontece por conta do atrito natural dos dentes com alimentos, principalmente aqueles mais duros, como milho da pipoca. Além disso, os hábitos parafuncionais também podem prejudicar a utilidade da prótese. São pequenos costumes que pressionam a articulação, como ranger os dentes, roer unhas e apoiar a mão na mandíbula.

Mas o principal motivo de realizar a troca da prótese dentária removível é o acúmulo de bactérias que acontece durante os anos. “Há o acúmulo de placa bacteriana e tártaro na prótese, fazendo com a peça proteica se torne um verdadeiro criadouro de bactérias”, explica ele. Acontece que a prótese por si só pode provocar essa proliferação. Assim, cabe ao paciente fazer a higienização correta para que isso não resulte em um problema bucal, como a gengivite.

Cuidados e limpeza da prótese dental

Depois de instalar a prótese dental, o paciente precisa começar a ter alguns cuidados com o novo elemento. Alimentos muito duros e crocantes devem ser ingeridos com mais cautela, para não quebrá-la. Mas o principal cuidado é higiênico. O paciente deve ter ainda mais atenção à rotina de limpeza. A escovação deve ser feita, no mínimo, três vezes ao dia, junto com o uso do fio dental especialmente desenvolvido para quem faz uso de prótese dentária. Quando locais de difícil acesso não forem limpos com a escova de dente, a escova interdental pode ser a solução! Na dúvida, converse com seu dentista sobre as ferramentas ideias para usar na sua higiene diária!

Além disso, quem tiver prótese, também não pode esquecer de se consultar com o profissional para tirar suas dúvidas e analisar o estado do elemento. “No caso das próteses parciais removíveis, o ideal é o paciente nos visitar a cada 3 meses, para um controle mais efetivo das peças protéticas e dos dentes remanescentes”, indica o profissional.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Robson Caumo - Ortodontista e Especialista em DTM
Niterói - RJ
CRO-RJ: 30043