Desde pequenos, os pais ensinam que a escovação é um momento essencial da rotina, especialmente para ficar longe da visita do bichinho da cárie. A gente cresce e o hábito continua presente. No entanto, para realizar a limpeza de maneira correta, além de saber a técnica, devemos contar com a ajuda dos itens ideais. A escova de dentes é um dos principais, por isso é importante atenção na hora de escolhê-la. O Sorrisologia veio desmistificar alguns mitos sobre escova de dente e te deixar expert no assunto.

As escovas macias e extra macias são as queridinhas dos dentistas

Verdade. Para grande parte dos casos, as escovas de dentes macias ou extra macias são as mais indicadas. Os itens contribuem para uma escovação mais suave, sem machucar a cavidade bucal. Além disso, a limpeza é bem eficaz, pois consegue remover a placa bacteriana e resíduos de comida entre os dentes, sem agredir a gengiva. Observar se a cabeça da escova é arrendada é importante, já que são capazes de alcançar todos os espaço da boca.

Só as escovas macias são indicadas para os pacientes

Mito. Existem diversas opções de escovas de dentes no mercado, e isso não é à toa. Sim, todos os itens têm como função remover a placa bacteriana da cavidade bucal. Entretanto, há casos em que o paciente é indicado a optar por escovas com cerdas médias ou duras. Na maioria das vezes, esses indivíduos possuem próteses dentária, dentaduras ou outros tipos de substituição dos dentes. A rigidez das cerdas é ideal para a higienização dessas peças, retirando as possíveis bactérias e resíduos. A dica é limpar de maneira suave e com movimentos circulares.

Usar a escova errada pode trazer prejuízos para sua saúde bucal

Verdade. Fazer a escovação correta diariamente é uma maneira de se manter livre de problemas bucais, como o aparecimento de cárie, mau hálito e doenças periodontais. Esses três exemplos tem como causa comum o acúmulo de placa bacteriana em que os microrganismos começam a afetar a saúde da boca. Pensando nisso, usar a escova correta para o seu caso é a forma de ficar longe disso.

E ainda, caso você use uma escova com cerdas duras, por exemplo, sem ser indicado, pode acabar provocando lesões na cavidade bucal. Dilacerar os tecidos da gengiva, ter retração gengival ou abrasão dentária são quadros possíveis de acontecer. Já os pacientes com próteses removíveis, não terão a mesma eficácia na limpeza da peça usando uma escova macia e suave. Na dúvida de qual escolher, converse com seu dentista sobre qual modelo se encaixa melhor nas suas necessidade bucais e fique atento às dicas de escovação.