Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
17.04.2018

Quando é preciso passar por uma cirurgia devido a um trauma na face?

Qualquer trauma na face pode afetar fala, mastigação, respiração e até mesmo a saúde bucal. Para tratar o caso, a cirurgia é a única alternativa?
Qualquer trauma na face pode afetar fala, mastigação, respiração e até mesmo a saúde bucal. Para tratar o caso, a cirurgia é a única alternativa?

Expert

Augusto Pary

Augusto Pary

CRO-RJ: 28865

Especializado no tratamento de malformações da face e cirurgia ortognática, é graduado em Odontologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tendo prestado residência em Cirurgia Bucomaxilofacial no Hospital Universitário Pedro Ernesto (UERJ). Visitou e trabalhou em grandes centros de referência nacionais e internacionais, como Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e a University of Texas Southwestern Medical School (EUA). Atualmente, é membro do Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Adventista Silvestre e do Hospital do Andaraí.

Você já sofreu um trauma na face? A situação é sempre bem desesperadora quanto aos riscos, à gravidade, as consequências. Independente de como eles tenham sido causados, muitas vezes, esse transtorno pode desencadear complicações para diversas atividades básicas como a respiração e a mastigação, incluindo a saúde bucal, no caso de um dente fraturado, por exemplo. Conversamos com o dentista Augusto Pary para entender se há necessidade de cirurgia para casos como esse e como são feitos esses procedimentos.

Problemas que um trauma na face pode trazer para a saúde bucal

Quando o paciente sofre um trauma em sua face, diversas podem ser as consequências. Por mais que muitas vezes não ocorram diretamente na cavidade bucal, esses traumas nas mandíbulas podem desencadear mais complicações. “Esse trauma pode resultar em deformidade facial, assimetria facial, problemas respiratórios, dormência nos lábios, dor e dificuldades mastigatórias”, comenta Augusto. Além disso a dificuldade no momento de morder diversos tipos de alimentos pode levar à desnutrição e alteração no encaixe entre as arcadas, a maloclusão dentária.

No caso de trauma na face, quando é preciso passar por uma cirurgia?

Se o trauma da face resultar em algum tipo de prejuízo para esse paciente, seja ele na função respiratória ou mastigatória, ele precisará ser submetido ao procedimento cirúrgico. O profissional ainda adverte que existe uma terceira situação em que a cirurgia precisa ser realizada: “Ele deve fazer a cirurgia caso sofra alguma alteração na sua estética facial” completa.

Cuidados prévios para a cirurgia

A cirurgia do trauma de face é feita de forma eletiva. Isto é, normalmente ela não apresenta risco de vida. Quando o paciente em questão chega à emergência, apenas o sangramento é controlado e as feridas são fechadas para se evitar possíveis cicatrizes e infecções. Só após feito diversos tipos de exames de imagens que as fraturas ósseas normalmente são tratadas.

O profissional explica quais os exames que devem ser feitos e de que forma eles ajudam no processo de tratamento. “A tomografia computadorizada permitirá que o cirurgião planeje com muito cuidado todo o procedimento, após isso, as fraturas são tratadas com o máximo de cuidado para que não persista nenhum problema estético ou funcional”, comenta Augusto. Em alguns casos, após a cirurgia, pode ser necessária fisioterapia pós-operatória, para que o inchaço desapareça e para que a abertura de boca e a expressão facial voltem ao normal.

Contudo, nem sempre a cirurgia é a única solução. Quando o trauma não resulta em nenhum prejuízo funcional ou estético, esse procedimento não precisa ser feito. “O procedimento também não é indicado quando o paciente apresenta problemas graves de saúde, que não possibilitem que ele passe por uma cirurgia”, finaliza Augusto.

Mais Matérias: Anatomia Bucal
Afinal, quantos dentes temos na boca?
Anatomia Bucal
Afinal, quantos dentes temos na boca?
Uma das dúvidas mais frequentes nos consultórios é sobre quantos dentes temos na boca. E...
com a participação de:
Caroline Malavasi
CRO /RJ 38947
Língua branca: como limpar? Veja os cuidados com a higiene bucal para eliminar o problema
Anatomia Bucal
Língua branca: como limpar? Veja os cuidados com a higiene bucal para eliminar o problema
Você tem notado a sua língua branc a? Então, é importante ligar o sinal de alerta!...
com a participação de:
Kalina Diniz
CRO-SP: 110560
Úvula bífica: o que é? Quais são as causas? Dentista indica o melhor tratamento para a doença bucal
Anatomia Bucal
Úvula bífica: o que é? Quais são as causas? Dentista indica o melhor tratamento para a...
A úvula , ou “sininho da garganta”, é uma das estruturas mais importantes da cavidade...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Úvula: o que é? Entenda a importância do sininho da garganta e os cuidados necessários com a região
Anatomia Bucal
Úvula: o que é? Entenda a importância do sininho da garganta e os cuidados necessários...
Você sabe o que é úvula? Também conhecida como “sininho da garganta”, essa...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Boca seca: o que é? Quais são as causas? Conheça os principais tratamentos para a xerostomia
Anatomia Bucal
Boca seca: o que é? Quais são as causas? Conheça os principais tratamentos para a xerostomia
Você tem a boca seca? Essa sensação pode ser muito comum após uma noite de sono, mas se o problema permanecer por horas ou, pior, por dias, pode ser um sinal de alerta para xerostomia. Se você quer entender melhor esse distúrbio, o Sorrisologia esclareceu a origem, principais causas e tratamentos para combater...
Ronco nunca mais! 5 dicas para se livrar do problema
Anatomia Bucal
Ronco nunca mais! 5 dicas para se livrar do problema
Algumas pessoas têm problemas com ronco  durante à noite, e por mais que não seja a melhor...
com a participação de:
Robson Caumo
CRO-RJ: 30043