A DTM é um problema que acomete a articulação temporomandibular, a ATM. Muitos pacientes com esse diagnóstico têm dificuldade em identificar qual o profissional mais indicado para o tratamento. Assim, o paciente passa muito tempo com dores no rosto e na mandíbula, principalmente ao comer e ao abrir a boca, sem procurar pelo acompanhamento do especialista correto. Mas, afinal, com quem se consultar nessas horas? Convidamos o especialista em DTM, Robson Caumo, para explicar com mais detalhes o que fazer e qual profissional procurar caso esses problemas apareçam.

O que causa DTM?

Basicamente, a DTM pode ser articular ou muscular. No primeiro caso, ela está diretamente relacionada a problemas de artrite ou artrose na ATM. Já os musculares representam complicações nos músculos mastigatórios. Mas um quadro ainda possível é quando o paciente tem a DTM por conta dos dois problemas juntos. “Geralmente a DTM tem causas multifatoriais, ou seja, raramente são causadas por um único fator”, comenta o profissional.

É importante lembrar que alguns hábitos podem provocar os problemas articulares ou musculares. “Estudos recentes têm mostrado a estreita relação entre os problemas do sono e a DTM, ou seja, outros aspecto que deve ser abordado na consulta inicial do paciente - e nas decorrentes - é a qualidade do sono”, explica. Quadros de bruxismo e hábitos como apoiar a mandíbula nas mãos, roer unhas e mastigar canetas podem influenciar o aparecimento do problema que tem como dor e sensibilidade os sintomas mais comuns, que geralmente se manifestam próximo ao rosto, área que corresponde à articulação temporomandibular.

Como tratar a DTM?

Como diversos fatores podem provocar a DTM, o tratamento também deve ser multidisciplinar, tratando a doença e mudando os hábitos do paciente. “Assim requerendo que, muita das vezes, diferentes tipos de profissionais sejam necessários para a resolução do problema do paciente, como fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos otorrinolaringologistas, psiquiatras e psicólogos”, completa. Já o tratamento com o dentista é voltado para dar fim aos problemas na ATM usando diferentes procedimentos: placa oclusal estabilizadora ou reposicionadora, viscossuplementação, fisioterapia, termoterapia, agulhamento seco ou medicamentoso, sendo a cirurgia a última opção de tratamento.

Procure por um dentista especialista em DTM

Procurar um especialista em cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais ou um profissional em dor orofacial? Bom, na verdade é mais simples que isso. O paciente que vem sentindo as dores na mandíbula e desconfia da DTM deve procurar, em um primeiro momento, por um especialista em DTM. Nesse momento, são feitos os tratamentos não invasivos para tratar o quadro. Caso essas opções não sejam suficientes, o especialista irá encaminhar o paciente para um cirurgião dentista. Para assim, possivelmente realizar a cirurgia. “Porém, nestes mais de 10 anos tratando DTM, só encaminhei 2 pacientes para cirurgia. Na maioria esmagadora das DTM’s tratamos de forma não invasiva, após o correto diagnóstico”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista: 
Robson Caumo - Ortodontista e Especialista em DTM
Niterói - RJ
CRO-RJ: 30043