Tenho gengivite, o que fazer? A doença que acomete a gengiva é um dos problemas bucais mais comuns e, como na maioria dos casos, se dá pela falta de higiene bucal adequada. Seus principais sintomas são dor e sangramento na região afetada, seja durante a escovação, uso do fio dental, alimentação ou até mesmo espontaneamente. Para tratar a gengivite, o enxaguante bucal pode ser uma peça chave! Mas, com tantas opções no mercado, você sabe qual é o melhor para tratar essa complicação? Fizemos essa pergunta para o especialista em periodontia Márcio Costa!

Por que usar enxaguante bucal?


Você termina de escovar os dentes, passar o fio dental e sente preguiça para depois usar o enxaguante bucal? É melhor repensar seus hábitos! Segundo o especialista, ele é um produto indicado para todos os pacientes, até mesmo aqueles que não apresentam qualquer problema bucal. Acontece que existem bactérias que revestem o dente naturalmente. Mas se o paciente não eliminá-las em uma rotina de higienização, elas se acumulam e desenvolvem diversas complicações. A gengivite acontece dessa forma. É aí que entra o enxaguante. “Usar um enxaguante com um agente antibacteriano pode ajudar a reduzir as bactérias na boca e manter dentes e gengiva saudáveis”, explica o profissional.

Qual é o melhor enxaguante bucal?

A melhor maneira de combater a gengivite é com uma boa higiene bucal! E, para isso, apenas a escovação de rotina não é o suficiente. Antes de tudo, ao perceber qualquer sangramento, o paciente deve ir ao dentista. Lá, ele vai receber as devidas instruções de higiene e, além disso, realizar a profilaxia. “Uma limpeza dentária profissional por vezes se faz necessária”, comenta ele. Já em casa, ele deve procurar os produtos adequados para tratar a complicação. “O uso de enxaguantes bucais, uma pasta de dente específica e o fio dental", completa. Por isso, o melhor enxaguante para a gengivite consegue reverter a inflamação das gengivas. “É aquele que reduz as bactérias e que não possui álcool em sua formulação”, alerta.

Gengivite não tratada pode se desenvolver para periodontite

A gengivite pode até parecer um problema bucal leve, mas se não for tratada, ela pode se desenvolver para um quadro mais severo. A periodontite é o estágio mais evoluído que pode levar até mesmo à perda dos dentes. O que fazer para evitar ambas as doenças? “Para a prevenção das doenças da boca é importante consultar o dentista periodicamente e realizar uma boa higiene bucal todos os dias”, recomenda o especialista. Simples! Manter uma boa rotina de higienização inclui escovar os dentes, pelo menos, duas vezes ao dia, sempre passar o fio dental e usar enxaguante de acordo com as recomendações do dentista que te acompanha. Assim, você reduz consideravelmente as chances de desenvolver qualquer doença seja nos dentes ou gengiva.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Márcio Augusto Daher Costa - Especialista em periodontia
Rio de Janeiro, RJ
CRO-RJ: 17449