Você usa enxaguante bucal todos os dias? Este importante item do seu kit de higiene bucal deve ser usado diariamente e de forma correta para ter o efeito esperado. Além de deixar o hálito mais refrescante, o antisséptico ajuda a combater cáries dentárias com ação do flúor que contém em sua composição e também a reduzir a formação das terríveis placas bacterianas que podem provocar gengivite, mau hálito e até periodontite. Para evitar problemas bucais como estes, conheça um pouco mais sobre o produto com as dicas de uso que o Sorrisologia preparou e o passo a passo da aplicação correta.

Use um enxaguante bucal recomendado pelo seu dentista

Existem muitos tipos de enxaguantes bucais com ativos e funções diferentes. Alguns são indicados para a prevenção da cárie dentária, outros para controlar a proliferação de bactérias na boca e alguns até para melhorar a qualidade da sua saliva. Portanto, se você ainda não incluiu o enxaguante bucal na sua rotina e quer começar para já, antes de comprar o produto é importante consultar um dentista para avaliar suas necessidades, de preferência o profissional que já acompanha sua saúde bucal há algum tempo e saberá qual é o mais indicado para você.

Usar sempre o enxaguante sem álcool na composição

Outra recomendação muito importante que seu dentista provavelmente vai falar na consulta é para utilizar somente enxaguantes sem álcool, pois se há esse composto com certeza o produto não é bom para a saúde bucal. O álcool nesse produto pode danificar o esmalte dos dentes e deixá-los porosos, o que facilitaria a entrada de corantes presentes em alimentos que tendem a deixar os dentes amarelados. E isso ninguém quer que aconteça, né?  Além disso, enxaguante bucal com álcool são aqueles que ardem muito na boca durante o uso.

Não se deve enxaguar a boca com água após cuspir

Depois de gargarejar com o líquido na boca, a primeira reação de muitas pessoas é cuspir e enxaguar a boca com água. Quem nunca fez isso? Porém, essa não é a forma correta recomendada pelos dentistas na hora de usar o enxaguante bucal. Não é necessário enxaguar a boca para finalizar o procedimento, pois esse hábito muito comum pode remover a ação anti-séptica feita anteriormente e comprometer a eficiência do processo de higienização.  

Cuidado no gargarejo para não engolir o produto

Apesar de ser um ato simples para nós, na hora de gargarejar o produto na boca é preciso ter atenção. Engolir o líquido em pequena quantidade sem querer pode causar náuseas em adultos e principalmente em crianças, que devem ter o cuidado redobrado. Já a ingestão de uma quantidade maior pode levar até a sintomas mais agressivos e uma intoxicação para o paciente. Se isso acontecer, procure imediatamente um posto médico para ser avaliado.   

Veja como usar o enxaguante bucal corretamente

O primeiro passo da higiene bucal é utilizar o fio dental para remover resíduos de alimentos e placas bacterianas que se alojam entre os dentes de modo que a escovação não consegue alcançar. Em seguida, a escovação deve ser feita com creme dental cuidadosamente e o enxaguante entra para finalizar a higienização. Veja como usar o antisséptico corretamente:

1° passo: Coloque o líquido na própria tampa do produto até a marca indicada na embalagem;

2° passo: Depois coloque o líquido antisséptico na boca e bocheche por um minuto;

3° passo: Agora pode cuspir o produto na pia, mas não é necessário enxaguar a boca após esse passo. É importante manter um pouco dos resíduos do produto na boca para controlar o aumento das bactérias ali presentes.