Produto Relacionado:

A sensação de um sorriso incompleto com a perda dentária é sempre muito desagradável. Além do aspecto estético, a saúde do paciente pode ficar bastante comprometida com a falta de um ou mais dentes na cavidade oral. Para resolver esse problema e voltar a sorrir sem medo, uma solução pode ser considerada: a prótese parcial removível.

Quando considerá-la?

Assim como qualquer outra prótese, o modelo móvel tem o papel de recuperar a forma, função e aparência dos dentes na saúde bucal. Segundo a dentista Elis Regina, esse tipo é sugerido em casos de perda de mais de um elemento dentário e/ou quando a prótese fixa não é a opção mais indicada para o paciente. Entretanto, ela ressalta, cada caso é um caso.

Preparando o novo sorriso

Se o paciente optar por esse tratamento, começará então o processo para confecção. Elis explica que essa etapa tem fases importantes tanto no consultório quanto no laboratório, onde será produzido o suporte. “Primeiro é realizada a moldagem completa da arcada e então é feita a estrutura. Ela deve ser provada no paciente e, assim, feito os devidos ajustes”, resume.

Cuidados necessários com a prótese removível

Quando se fala em manutenção, é preciso seguir três cuidados cruciais: realizar a higiene oral, sempre remover a estrutura após as refeições para escovação e manter visitas regulares ao dentista. “A prótese móvel tem uma ‘data de vencimento’ pois, com a falta dos dentes, a perda óssea é gradual ao longo dos anos”, alerta Elis. Segundo ela, uma prótese mal adaptada pode apresentar consequências negativas na mastigação e fala, provocando até mais perda dentária no futuro.

Muita paciência no período de adaptação

Toda novidade requer um tempo para habituação, certo? Na cavidade oral isso não é diferente. “Dizer que não vai incomodar no início seria mentira, por isso é necessário um acompanhamento mais de perto ao longo do período de acomodação na boca”, recomenda a dentista.

De qualquer maneira, é importante que o paciente saiba diferenciar os sintomas. “A prótese não pode, por exemplo, causar feridas na boca ou dificuldade para se alimentar”, explica. Quando esses sinais surgirem, o melhor a se fazer é conversar com o profissional e alinhar o tratamento.

Vantagens e desvantagens

Apesar da prótese removível ser uma alternativa viável, é preciso avaliar todos os aspectos. Quando se fala das vantagens, a especialista ressalta a facilidade na hora da higiene, o rápido tempo de confecção e o valor mais em conta em relação às outras alternativas. Ainda assim, a aparência pode ser uma desvantagem.

“Mesmo com o custo financeiro mais barato, é importante saber a estética que o paciente deseja, uma vez que nesse modelo os grampos metálicos ficam mais aparentes”, lembra a especialista. Assim, antes que qualquer decisão seja tomada, é preciso se informar sobre o tratamento para evitar surpresas desagradáveis.