Você sabia que algumas próteses removíveis têm grampo? Elas funcionam como se fosse um gancho que se prende a outros dentes naturais para estabilizar e prender os dentes presentes da prótese parcial. Tudo parece ser muito simples e prático, mas com a estrutura metálica do grampo alguns cuidados são necessários. Por exemplo, como há a presença de algo novo na cavidade oral, a higienização do paciente deve ser perfeita. Por isso, perguntamos ao ortodontista Robson Caumo como os pacientes devem usar essa prótese e quais são os cuidados para uma melhor preservação.

Qual a diferença entre a prótese removível e a de grampo?

Na verdade, aquela com o grampo é um tipo de prótese removível. “São próteses que necessitam de outros dentes para sua fixação, por isso a existência dos grampos que a fixam nos dentes adjacentes”, explica o especialista. Mas, o acessório também existe em outras versões como próteses removíveis sem grampo, bem parecidas com dentaduras, e também outras que usam molas de encaixe ou clips. Se você está procurando uma delas, vale consultar um especialista na área para analisar qual dos modelos melhor se encaixa para o seu caso.

Quando a prótese removível é indicada?

A prótese removível é indicada quase sempre que o paciente não pode utilizar a prótese dental fixa, aquela feita com o implante de pinos para a fixação. Quando o paciente tem um baixo nível ósseo, por exemplo, muitas vezes o implante é impossibilitado, sendo a removível a solução mais indicada para esse caso. A presença de problemas periodontais, como a gengivite, também favorece a indicação da removível. Um outro tipo de prótese é a removível imediata. “São instaladas logo após a extração de algum dente, impedindo que o paciente saia ‘sem dentes’ do consultório logos após o ato cirúrgico”, acrescenta.

Prótese removível deve ser retirada na hora de dormir?

O profissional comenta que a prótese, perfeitamente adaptada à cavidade oral, deve ser usada ao longo de todo o dia. Mas, na hora de dormir, a indicação é outra. “Oriento meus pacientes a não usarem as prótese para dormir, pois temos uma diminuição do fluxo salivar neste período, o que favorece o acúmulo de placa e resíduos nas peças protéticas”, indica ele. Além disso, o paciente também deve ter uma atenção extra na hora de inserir e remover o elemento. Movimentos bruscos e sem cuidado aumentam os riscos de quebrar o acessório ou os grampos.

A higiene e alimentação com a prótese removível com grampo

Um cuidado importantíssimo com qualquer tipo de prótese é o higiênico. Como ela é um novo elemento ao meio bucal, as bactérias podem ser atraídas ao acessório e, por ali, se instalarem. “A higienização deve ser impecável, a fim de diminuir o acúmulo de placa e resíduos de alimentos”, alerta. Por isso, consulte seu dentista para verificar como melhorar sua rotina bucal, como deve ser feita a escovação e qual o fio dental é o mais indicado para isso. Vale lembrar que próteses mal cuidadas e com a higiene em falta devem ser substituídas por novas. Um outro cuidado é com a alimentação. Alimentos muito duros ou crocantes podem fazer com que o grampo da prótese se desloque, machucando a mucosa do paciente.

Você sabia que a prótese tem uma vida útil? Segundo o especialista, ela deve ser trocada em um período máximo de 5 anos. Mas, as consultas no consultório devem ser bem mais frequentes que isso, a cada 3 meses. “Nas consultas de controle, as próteses devem ser avaliadas assim como as estruturas circundantes, como gengivas, dentes e mucosas, já que o desgaste das peças deve ser avaliado para indicar ou não a sua troca”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Robson Caumo - Ortodontista e Especialista em DTM
Niterói - RJ
CRO-RJ: 30043