Dores constantes na gengiva, sangramento e sensação de dentes enfraquecidos devem ser sinais de alerta. Se você apresenta algum desses sintomas, pode ser que esteja passando por um quadro de doença periodontal. Mesmo que o incômodo seja pequeno no início, as consequências posteriores podem ser graves, por isso é importante entendê-los para tomar as medidas necessárias o quanto antes. Conversamos com o especialista em Periodontia e Implantodontia Edgard Fonseca sobre o assunto para entender melhor do que se tratam esses problemas e se o laser pode ser utilizado como forma de tratamento.

Entenda os problemas periodontais

Mas afinal, o que são eles? “As doenças periodontais são entidades clínicas distintas que acometem o periodonto, ou seja, os tecidos ao redor dos dentes”, explica o dentista. A fase inicial é a gengivite, quando as gengivas se tornam inchadas, e caso não seja tratada corretamente, pode evoluir para um quadro mais avançado, a periodontite.

Saiba quais são as possíveis complicações

As consequências dessa doença podem ser bastante complicadas. “Os problemas periodontais podem causar sangramento na gengiva, numa fase inicial, podendo evoluir para perda de inserção dos elementos dentários” comenta o profissional. Segundo ele, essa perda pode acarretar no aumento da mobilidade dos dentes, fazendo com que fiquem moles, e até mesmo na perda deles, em casos mais graves. Perigoso, né? A doença periodontal é uma das grandes responsáveis pela perda dentária e ainda atinge grande parte da população brasileira. Se mantenha ligado na sua saúde bucal e fique fora dessa!

O laser pode ser usado no tratamento de problemas periodontais?

Os tratamentos para esse quadro têm como princípio básico o controle do biofilme dental, também chamado de placa bacteriana. Eles podem envolver a instrumentação das superfícies dentais e radiculares com raspagem e ultrassom, cirurgias periodontais e em casos mais iniciais, instruções de higiene bucal ao paciente. “Dentro do arsenal disponível para o controle do biofilme, o tratamento a laser é uma das possibilidades terapêuticas”, esclarece Edgar. O primeiro passo sempre deve ser buscar a ajuda de um dentista ou periodontista, especialista no assunto, para indicar e realizar o procedimento mais adequado.

Higiene bucal para se proteger do problema

Se você quer se manter longe de todos esses problemas, a forma de se prevenir é muito simples. Basta ficar atento à sua higiene bucal com atitudes já conhecidas: comece sempre pelo fio dental, uma das principais armas contra as bactérias ruins; escove os dentes com uma escova macia e creme dental apropriado; e vá ao dentista regularmente. Além disso, é importante manter uma alimentação equilibrada, sem o consumo exagerado de doces. Com esses cuidados básicos, você poderá manter seu sorriso longe desses problemas.