Prevenção: importante para tudo na vida, contudo, se tratando de saúde bucal a palavra ganha ainda mais peso. É comum pensar que bastam as consultas periódicas com o dentista e você já cumpriu seu papel. É aí que muitos se enganam. Manter-se prevenido e longe de problemas vai muito além e começa com atitudes no seu dia a dia. O segredo está nos detalhes que muitas das vezes passam despercebidos e você não tem praticado.

O profissional recomendou determinado creme dental, mas será que você o incluiu na sua escovação? E aquelas dicas para usar o fio dental estão sendo usadas? Quando o que foi dito na consulta fica na consulta, os efeitos não surtem. Desta forma, é fácil perceber que a prevenção está apoiada em 3 pilares: conhecer, entender e seguir. Se alguém em clareamento dental comparece em todas as sessões, mas ao chegar em casa toma uma taça de vinho tinto, não espere que o seus dentes ficarão lindos e brancos como você tanto sonha. Confie no seu dentista, ele sabe exatamente tudo aquilo que ele recomenda, cabe a você aplicar na sua saúde.

Higiene bucal correta também é prevenção

Você conhece a técnica, mas não tem as ferramentas. Ou adquiriu o kit ideal para as necessidade bucais, entretanto não sabe exatamente como aplicá-los na sua rotina. Tanto um cenário como o outro compromete a qualidade da sua higiene. A melhor pessoa para te ajudar em ambos os casos é o seu dentista. Não tenha medo de perguntar e esclarecer todas as dúvidas com este profissional e não deixe que as bactérias ruins causem danos no seu sorriso.

Como anda sua alimentação?

Ficar de olho na alimentação não é uma regra apenas para quem faz dieta. Para cuidar da saúde bucal é preciso ter atenção também. Em especial os pacientes que estão em algum tratamento, como o ortodôntico, ou passando por alguma técnica como o clareamento dental. Existem restrições de alguns alimentos durante essa fase que, se não forem respeitadas, podem comprometer os resultados. Não é preciso abdicá-los da sua vida, mas que tal evitá-los um pouco nesse período? Não deixe que seus esforços até aqui sejam em vão.

Visitar seu dentista é importante

Não espere a dor chegar para procurar esse profissional. O recomendado, no geral, é ir ao dentista ao menos 2 vezes ao ano, com espaços de 6 meses entre uma consulta e outra. Mas é claro que existem casos particulares. Pacientes em tratamento ortodôntico, por exemplo, vão precisar comparecer bem mais vezes e isso é definido pelo profissional. O importante é não deixar de ir.