A nossa pele precisa de cuidados constantemente. Sabe aquele corte ou machucado que demora a cicatrizar? Há uma simples solução para que você tenha uma boa recuperação: vitamina K. Esse nutriente tão importante, mas ao mesmo tempo pouco conhecido, ajuda a ter desde uma boa coagulação sanguínea, que ajuda na cicatrização, até contribuir para nossa saúde óssea e do coração. Curtiu a ideia? Então, vem com a gente conhecer mais sobre esta vitamina poderosa e saber em quais alimentos ela pode ser encontrada.

A vitamina e seus benefícios

“Esta vitamina é responsável por depositar cálcio nos ossos e tem se tornado popular entre os médicos para o tratamento de pacientes com osteoporose e osteopenia, estágio inicial da doença”, explica a nutricionista Patricia Rodrigues. A vitamina K ainda tem um papel importante no bom funcionamento do coração. "Alguns artigos já demostram sua importância na saúde cardiovascular evitando enrijecimento do endotélio (camada formada por células na parte interna dos vasos sanguíneos do coração)”. Além disso, a substância também tem uma grande função no fortalecimento de unhas e dentes.

Alimentos super poderosos

Para encontrar esta vitamina basta visitar feiras ou a seção de vegetais nos supermercados. Espinafre, brócolis, fígado, gema de ovo, queijo. Talvez você nem sabia, mas todos eles possuem grande quantidade de vitamina K. Patricia afirma que a substância nestes alimentos é localizada em diferentes formas. “Nos vegetais ela é encontrada na forma de K1 (responsável pelo melhoramento da coagulação) principalmente nas folhas verdes. Já nos alimentos de origem animal aparece na forma K2 (age nos ossos e contra doenças cardiovasculares)”, garante.

A nutricionista ainda explica que as bactérias presentes em nosso intestino são capazes de produzir vitamina K2 por meio de um processo de fermentação natural. “Por isso, é muito importante manter a flora intestinal equilibrada e saudável”.

Quantidade exata por dia

De acordo com a profissional não existem referências com valores para quantidades mínimas de consumo. “O que podemos encontrar são recomendações de ingestão diária que variam em torno de 120 microgramas, para homens acima de 18 anos, e 90 microgramas, para mulheres com a mesma idade”.

O jeito é se alimentar bem e de forma saudável. “Consumir frutas, verduras e legumes para que consiga obter não apenas a vitamina K, mas também as demais vitaminas e minerais importantes para o metabolismo”, recomenda. Além disso, pessoas que comem saladas nas principais refeições diárias, como almoço e jantar, ou tomam suco verde com frequência, dificilmente terão a falta dela.

Dica da especialista

Como essa vitamina poderosíssima pertence ao grupo de vitaminas solúveis em gordura, Patricia afirma que sua absorção se torna mais eficaz quando ingerimos a substância associada à uma outra fonte de gordura. “Podemos colocar uma colher de sopa de azeite em uma salada verde escura ou adicionar no suco detox algumas sementes, como linhaça ou chia”, recomenda.

Não ignore este nutriente

Quem não coloca a vitamina K na rotina alimentar pode sentir as consequências da sua ausência. “Os principais sintomas da falta dessa vitamina vai desde sangramentos sem causa aparente em gengivas, nariz e urina, manchas roxas na pele, até distúrbio de calcificação dos ossos, como a osteoporose”. Comendo de forma saudável é possível ter uma vida longa e prazerosa.