Para muitos, a sensação de extrair os dentes siso é um alívio. Isso porque eles, ao começarem a querer dar o ar da graça, geram muita dor e incômodo mesmo. Eles são os últimos molares a romperem na cavidade oral, e em quase todos os casos, eles devem ser retirados, especialmente pela dor que causam. E embora a cirurgia não seja muito complexa, ainda existem algumas dúvidas quanto a ela, principalmente, sobre o pós-operatório. Pensando nisso, o Sorrisologia conversou com a cirurgiã-dentista Rhianna Barreto, e ela explicou como higienizar o ‘buraco’ que fica no dente após a extração. Confira!

Quais os cuidados necessários durante o pós-operatório da extração do siso?

As medidas pós-operatórias têm como finalidade a minimização do trauma após a operação, como o controle da dor, do edema e, principalmente, da prevenção da infecção. Por isso, Rhianna aconselha: “Não se exponha ao sol e evite alimentos quentes e duros, assim como esforços físicos”. Além disso, a dentista explica também que a alimentação deve ser líquida ou pastosa e fria durante dois dias, e a higiene bucal deve ser feita normalmente, evitando apenas as áreas da cirurgia.

É preciso higienizar o local da cirurgia

A higienização do local da cirurgia deve ser feita com atenção. Isso porque o acúmulo de restos alimentares sobre a região operada, propicia condições favoráveis para proliferação de bactérias. Assim, infecções pós-operatórias podem vir a ocorrer. “É visto freqüentemente em áreas de terceiros molares superiores, onde o acesso para higienização está mais dificultado após a cirurgia”, explica Rihanna, ao concluir: “A escovação deve ser menos vigorosa diretamente na zona operada, porém jamais ausente”.

Como fazer a limpeza corretamente

Nas primeiras 48 horas após a extração, deve ser realizada a escovação dos demais
dentes e usar o fio dental normalmente. “Alguns enxaguantes bucais e géis bioadesivos a base
de clorexidina 0,12% podem ser utilizados até 10 dias após a extração. Além disso, o uso de água oxigenada 10 volumes também pode ser indicado na higienização e no caso de pequenos sangramentos pós operatórios”, explica.

Depois da cicatrização, é preciso higienizar também o buraco que ficou no lugar do dente durante a escovação
Segundo Rihanna, a gengiva que se formou e o alvéolo ainda em cicatrização, devem ser higienizados para evitar o acúmulo de alimentos que podem causar infecções, gengivite e periodontite no local. “Opte por realizar a higienização com uma escova dentária macia, de cabeça pequena. Existem até modelos específicos para pós operatório de cirurgia oral, com creme dental e enxaguante bucal oral de uso contínuo”, explica a cirurgiã-dentista.

Quais problemas podem aparecer caso uma boa higiene não aconteça?

A cirurgiã-dentista explica que infecções, gengivite e alveolite são os principais problemas que podem ocorrer. “Isso leva a um quadro de dor, edema, febre, e ainda prejudica a saúde bucal e o estado geral do paciente”, explica Rihanna. Vale lembrar que todo procedimento cirúrgico pode ter complicações no pré e no pós-operatório, mas, segundo Rihanna, na maioria das vezes as complicações ocorrem pela falta de cuidado do paciente, em não seguir as orientações prescritas e em não realizar higiene adequada.

Este artigo tem a contribuição do especialista: 
Rhianna Barreto - Cirurgiã-Dentista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ:37448