Tem percebido sua gengiva sangrar ao passar o fio dental? Ou sente que os dentes andam mais sensíveis? Esses são alguns possíveis indicadores de que você está passando por um quadro de gengivite. Conhecida como inflamação da gengiva, essa doença é bem comum e pode trazer consequências bem ruins à saúde bucal. No entanto, poucos sabem que o pH da saliva tem um papel relevante no combate à gengivite. Entenda como ela atua nessa proteção com as explicações do dentista Fernando Vinícius Vargas Brito.

O que é gengivite?

De acordo com o odontologista, a gengivite é um problema bucal muito frequente, caracterizado pela falta de higiene bucal correta. “A principal causadora da gengivite é a placa bacteriana, uma camada de bactérias que se forma em volta dos dentes e da gengiva com o acúmulo de sujeira e restos de alimentos”, explica ele. A gengivite é o primeiro estágio da inflamação, podendo ser mais facilmente solucionada, mas, a melhor maneira de se prevenir é com a limpeza correta, usando a escova de dentes e fio dental.

Entretanto, se a placa não for removida, pode dar origem ao tártaro, esse é um estágio mais avançado e mais perigoso da doença e que só pode ser removido no consultório. “Se não for tratada corretamente, a gengivite pode evoluir e se transformar numa periodontite, onde o osso e tecido conjuntivo que seguram os dentes são afetados, trazendo prejuízos muito maiores para a saúde bucal do paciente”, alerta Fernando.

Entenda a importância do pH da saliva para a gengivite

A saliva tem um papel importante na saúde bucal. O líquido é responsável por fazer uma higienização parcial na boca e ajuda na digestão inicial dos alimentos. “A saliva controla a acidez da boca, o PH bucal”, destaca ele. Para ficar mais claro: graças ao pH, a placa bacteriana tem mais dificuldade de se aderir aos dentes. É importante entender que esse potencial de hidrogênio é uma medida de acidez, tendo uma escala de 0 à 14, sendo o 7 considerado como neutro.

No entanto, mudanças no pH trazem consequências diretas para a saúde bucal. “Num pH básico, a permanência da placa bacteriana nos dentes permite a calcificação, formando o tártaro, também chamado de cálculo dental”, alerta o profissional. Esse quadro contribui para o aparecimento de doenças gengivais, como a gengivite.

Quais são os principais cuidados para esse quadro?

Assim como destacado acima, a placa bacteriana calcificada dá origem ao tártaro, que só pode ser removido com a limpeza profissional. Entretanto, esse quadro pode ser evitado tomando alguns cuidados simples durante a rotina. “A higiene bucal correta, a alimentação adequada e a aplicação periódica de flúor, ajudam a manter o pH bucal adequado e, consequentemente, a saúde bucal em dia”, orienta o dentista. Assim, não acontece a diminuição do pH bucal, que acaba favorecendo a aderência da placa bacteriana aos dentes e evolução para o tártaro. E ainda, não deixe de manter as visitas regulares ao dentista para avaliações periódicas.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Fernando Vinicius Vargas Brito - Clínico Geral e Especialista em Prótese Dentária e Implantes
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 28147