Você sabe o que é periodontite? A doença periodontal nada mais é do que o reflexo da falta de cuidados bucais que tivemos ao longo da vida. A periodontite ocorre quando a gengivite (inflamação das gengivas) não é tratada, ou quando seu tratamento é adiado. Assim, os quadros inflamatórios e infecciosos passam das gengivas para os ligamentos e ossos que dão suporte ao dente. Responsável por grande parte da perda dentária, a periodontite continua, infelizmente, sendo um incômodo para muitas pessoas. Por conta disso, o Sorrisologia conversou com o especialista em periodontia, Márcio Costa e esclareceu um pouco mais sobre essa condição. Confira!

O que é a periodontite?

É preciso ter em mente que a periodontite é uma doença periodontal infecciosa e bacteriana. Trata-se de uma patologia oral que acomete diversas pessoas ao redor do mundo. “A periodontite é um estágio mais avançado da gengivite. No entanto, a periodontite já envolve a perda de osso em volta do dente, mais especificamente na raiz dele, onde é sustentado”, cita Márcio. Ou seja, a periodontite é a fase progressiva da gengivite, que por sua vez, é uma inflamação gengival. A diferença entre ambas é que enquanto a periodontite se estende para os tecidos de suporte dos dentes, como o osso e o ligamento periodontal, a gengivite é apenas uma inflamação na margem da gengiva que não acomete o osso, nem o tecido alveolar onde os dentes se fixam.

Sintomas da doença e alertas para ficar de olho aberto

No caso da doença do periodonto (periodontite), os sintomas já são bem intensificados e você pode reconhecê-los. Segundo Márcio, o paciente apresenta alguns sintomas como: “Amolecimento do dente, sangramento, mau hálito, inchaço das gengivas, dor local e afastamento dos dentes, em alguns casos”. Todos esses são sinais de alerta para uma possível periodontite. Esta, passa a ser classificada como avançada a partir do momento que há perda óssea: “A periodontite é avançada quando a perda de osso começa a comprometer a estabilidade do dente na boca. Com a perda de suporte, o dente começa a ter uma mobilidade maior ou até mesmo sem essa mobilidade, o paciente tem uma forte diminuição da estrutura óssea”, explica Márcio.

Quais são os riscos caso o problema avance e como tratá-la

Segundo Márcio, os principais riscos da doença periodontal é a perda do elemento dentário. Ele explica também que em alguns casos, a periodontite pode trazer outros problemas para o organismo, como diabetes e espalhar bactérias pelo corpo, provocando doenças bacterianas em outros órgãos. O especialista em periodontia explica que a doença em seu estágio avançado é tratada no consultório pelo dentista com remoção do tártaro que fica por baixo da gengiva, aderido à raiz do dente. “Muitas das vezes, o paciente pode necessitar de uma cirurgia para essa correção”, esclarece.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Márcio Augusto Daher Costa - Especialista em periodontia
Rio de Janeiro, RJ
CRO-RJ: 17449