A janelinha não é só para crianças. Perder um dente é algo relativamente comum de acontecer e não tem por que se torturar. O mais importante agora é conversar com um dentista para que ele avalie a situação e te direcione para os procedimentos adequados. Confira o que o odontólogo Vinícius Barçal explicou sobre a perda dentária e quais são as recomendações a serem seguidas imediatamente.

Por que meu dente caiu?

Alguns fatores são comuns na perda dos dentes. Vinícius cita como principal motivo da perda dentária a doença periodontal. “Um processo inflamatório e infeccioso que acomete o osso que suporta o dente, devido ao acúmulo de placa bacteriana e tártaro”, explica. Há também casos de traumas nos dentes, ou seja, quando o dente escurece ou fica com alguma parte quebrada. Nessas situações, pode acontecer a perda imediata do dente ou a necessidade de fazer uma extração, caso tenha ocorrido uma fratura. Os últimos cenários, segundo ele, são de bruxismo e de hábitos para-funcionais que podem levar à formação de trincas e fissuras nos dentes.

Procure um dentista assim que possível

Demorar muito para ser consultado com um dentista depois de um dente ter caído pode ser muito prejudicial para o resultado final e para o paciente. “A ausência do dente leva a uma reabsorção fisiológica do osso de suporte. A perda desse osso pode dificultar a instalação de implantes, diminuir o suporte para próteses, além de causar defeitos estéticos na gengiva”, alerta o odontólogo. O ideal é, assim que possível, ir a um dentista e mostrar o caso para que tudo seja devidamente resolvido.

Como substituir um dente perdido?

Nos cenários em que a perda ou a extração dentária é inevitável, existem opções para substituir o dente perdido. “Pode ser feito a instalação de um implante dentário, a colocação de uma prótese fixa aos dentes vizinhos ou ainda a colocação de uma prótese removível”, sugere Vinícius.

O profissional, contudo, faz um alerta para quando acontece um tipo específico de trauma dentário: a avulsão - quando o dente sai inteiro da posição natural. De imediato, o paciente deve levar o dente perdido ao dentista para que seja avaliado um possível reimplante. Mas é extremamente necessário que isso aconteça rápido, já que existem chances de que o atraso impossibilite ou diminua o sucesso do reimplante.

Como se prevenir de uma perda dentária?

Já que a grande maioria dos casos é relacionado à doença periodontal, mantenha a higienização em dia para uma boa saúde bucal, com uso de creme dental com flúor, uma escova de cerdas macias e, claro, o fio dental, evitando tais situações. “Por isso, é importante manter em dia as consultas de rotina ao dentista para realizar periodicamente a remoção de tártaro”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Vinícius Barçal - Odontólogo e Especialista em Estética
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 3979-7