Ter dentes fortes e bem saudáveis é uma missão que requer dedicação diária. É preciso, além de caprichar na higiene bucal, visitar seu dentista com frequência (ao menos de 6 em 6 meses), mesmo que você não tenha uma necessidade específica. Se ele achar necessário fazer uma limpeza dentária e aplicação de flúor, não fique assustado. Diferente do que dizem por aí, o flúor usado de forma equilibrada e com recomendação profissional não causa nenhum mal para a saúde do seu sorriso. Ele só tende a deixar sua risada ainda mais bonita e bem longe de bactérias.

A importância do flúor para o seu sorriso

Quem diria que você ia precisar desse elemento depois das aulas de química, né? Mas aqui está ele, fazendo a diferença na sua boca. O flúor tem papel primordial no processo de reduzir a progressão de cáries ou até mesmo na dissolução do esmalte dentário, atuando como um elemento cariostático. "Interferindo no equilíbrio dinâmico da interface entre superfície mineral e os fluidos orais, diminuindo a tensão da superfície dentária e, consequentemente, a adesão dos microorganismos à mesma", explica Vinícius Lima, Mestre em Dentística.

Um escudo contra as bactérias

Ele ainda possui um efeito antienzimático, antimicrobiano e, em altas concentrações, uma ação bactericida, ou seja tem o poder de eliminar todos os inimigos bucais. Muito bom, né? O especialista conta que existe um consenso entre pesquisadores de que o mecanismo de ação do flúor deve ser fornecido em alta frequência e baixa concentração. "Seja pela água de abastecimento, pelos dentifrícios, soluções para bochecho e outras formas, sendo importante a sua presença em níveis constantes na cavidade oral".

A aplicação de flúor

"O flúor aplicado no consultório tem o objetivo de deter um evento em progressão na cavidade oral ou de ajudar a repor a camada superficial removida durante o procedimento de profilaxia", garante o profissional. Para pessoas que possuem um risco maior de cárie, a administração do flúor precisa ser feita com mais frequência.

Pacientes saudáveis e com baixo risco à lesão cariosa já tem a dose de flúor necessária presente na água tratada, alimentos e no próprio creme dental. E você, já visitou o seu dentista esse ano para saber se precisa fazer uma aplicação de flúor?