De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Esse hábito pode provocar problemas que atingem diferentes partes do corpo, como pulmão, estômago e também a boca. Caso você perca um dente, por exemplo, e precise colocar um implante dentário, o tabagismo também pode ser um problema. O periodontista e implantodontista Edgar de Mello Fonseca explicou essa questão.

O fumo pode trazer diversos problemas e complicações para a saúde bucal

Já sabemos que o cigarro pode trazer diversos problemas de saúde, entre eles complicações no estômago, de circulação e até mesmo o câncer de pulmão. Mas os prejuízos desse hábito atingem também a saúde bucal. “O tabagismo caracteriza-se como fator de risco para diversas patologias sistêmicas. Para a saúde bucal, os principais danos são a doença periodontal, pigmentação dos dentes e da mucosa, halitose e câncer”, lista o profissional.

O paciente fumante pode ser ter restrições a determinados tratamentos?

Esse hábito resulta em uma série de alterações nos tecidos de suporte, que podem complicar certos tratamentos. Redução do fluxo sanguíneo, alterações das respostas inflamatórias e imunológicas, redução do potencial de cicatrização, alterações na microbiota e perda da inserção periodontal estão entre elas. “Como profissional de saúde, o cirurgião-dentista deve esclarecer e conscientizar os pacientes sobre os malefícios do consumo de cigarros à saúde e sobre os tratamentos odontológicos”, afirma ele.

Pacientes fumantes podem ter problemas na colocação de implante dentário?

“A literatura mostra que o tabagismo pode ter relação com o insucesso de implantes osseointegráveis em diversas fases de um tratamento reabilitador”, esclarece Edgar. Ainda que não exista exatamente uma contraindicação, é necessário um planejamento mais criterioso nesses casos. Na fase pós-cirúrgica, é importante ficar sem fumar para evitar problemas nessa fase de cicatrização, além de maior atenção na etapa de controle e manutenção.

Nesses casos, o tratamento deve ser avaliado pelo dentista

Caso você seja fumante e precise colocar um implante dentário, é importante conversar com seu dentista e evitar esse hábito durante o momento pós-cirurgia. “Os tratamentos são realizados sob demanda, de acordo com as deficiências apresentadas por cada paciente”, explica o especialista.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Edgard de Mello Fonseca - Especialista em Periodontia e Implantodontia
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 22.239