Como você tem cuidado dos primeiros anos de vida do seu filho? Muitos especialistas dizem que os hábitos na primeira idade de uma criança reflete na sua jornada como adulto. E isso também inclui o quesito saúde bucal. Por isso, é essencial identificar o momento certo de começar o tratamento odontológico na rotina dos pequenos. A odontopediatra Simone Bastos recomenda que é preciso iniciar o quanto antes e o primeiro passo deve ser dado pelos pais, levando o seu bebê para uma consulta ao especialista.

A primeira vez no dentista

Você pode não ver, mas o sorriso de uma criança começa a ser cuidado através da mãe ainda no período de gestação. Depois, quando o bebê nasce, a consulta com o odontopediatra não pode demorar muito para acontecer. Esse atendimento precisa iniciar logo com o surgimento dos primeiros dentes de leite, mas Simone também indica o acompanhamento precoce. "A consulta com esse especialista pode ser feita antes mesmo do surgimento dos primeiros dentes, pois os pais terão a oportunidade de receber importantes esclarecimentos".

A especialista conta que é normal os pais terem dúvidas sobre o que pode ou não incluir na rotina do seu filho. "Questões sobre o uso da mamadeira, da chupeta e do hábito de chupar o dedo, bem como a respeito dos futuros hábitos alimentares, de como realizar a higienização bucal antes e depois do nascimento dos dentes, quais tipos de escova e pasta de dente utilizar, os incômodos do nascimento dos primeiros dentinhos, entre outros".

Quanto mais cedo ir à consulta, melhor

É inegável, o acompanhamento periódico com o odontopediatra ajuda nos diagnósticos e em intervenções precoces de problemas bucais e oclusais da criança. "O quanto antes os pais puderem receber a orientação de um profissional sobre os cuidados de higiene bucal com seu bebê em uma consulta de prevenção, diminui o risco dessa criança desenvolver cáries".

Além de todas as informações que podem servir como prevenção para a saúde bucal do pequeno, a iniciativa de levá-la ao odontopediatra o mais cedo possível também resulta em outra vantagem. "Ela fica mais familiarizada ao ambiente, aos profissionais e aos procedimentos de um consultório odontológico desde pequena – o que certamente contará como algo muito positivo para quaisquer que sejam as necessidades dos seus futuros atendimentos".

Seu filho vai crescer com um sorriso mais saudável

Simone diz que uma criança que cresce indo regularmente às consultas preventivas, se tornará um adulto de bons hábitos higiênicos e com uma ótima saúde bucal. "Consequentemente serão homens e mulheres que não vão precisar passar por processos restauradores e tratamentos endodônticos por causa de cáries".

Outra vantagem do acompanhamento odontopediátrico é que, ainda na infância, o profissional consegue resolver problemas de oclusão da maneira mais prática, sem que a complicação reflita na adolescência ou na fase adulta. Tudo isso graças aos tratamentos de ortopedia e ortodontia preventiva. "Isso evita que a criança precise permanecer com aparelhos ortodônticos por muitos anos ou venha ter que extrair dentes no futuro". Não acha que já está na hora de levar seu filho ao odontopediatra?