O laser é normalmente associado a tratamentos diversos, como depilação e outras funções estéticas. Mas essa tecnologia também anda lado lado com a ciência dos dentes. Todas essas novidades são importantes também para a odontologia. “A tecnologia é uma ferramenta que pode aprimorar os resultados dos procedimentos e facilitar o atendimento”, explica a ortodontista Luciane Kraul. Assim, o laser não poderia ficar de fora. Ele foi adaptado e atualmente já é utilizado em muitos tratamentos. Entenda em quais deles o laser pode agir para tornar seu sorriso ainda mais lindo.

Laser terapêutico e cirúrgico já são trabalhados na Odontologia

A tecnologia ainda está em desenvolvimento, mas existem o laser terapêutico e o cirúrgico, entre os principais. O laser terapêutico pode substituir e ser utilizado junto de outros medicamentos. Ele ativa propriedades do organismo a produzir substâncias que também vão auxiliar no processo. Além de outras funções, o laser terapêutico diminui a dor de outros procedimentos e ajuda na cicatrização. “Tem propriedades de modulação de inflamação e dor, potencialização na cicatrização de tecidos e estímulo celular em geral”, explica Luciane.

Já o laser cirúrgico, pelo próprio nome, é mais usado em cirurgias. Ele corta o tecido dentário, mas não provoca sangramento e nem uma dor muito grande. Isso se dá porque, ao mesmo tempo que realiza o corte, as luzes também provocam a coagulação e fecham os vasos linfáticos e algumas terminações nervosas. A cirurgia, dessa forma, é muito menos agressiva e o pós-operatório é mais leve. Muito legal, né?

Ainda não se pode afirmar que essas inovações substituem os procedimentos tradicionais, eles têm limitações e ainda estão em desenvolvimento, mas com certeza já são um primeiro passo na direção da tecnologia!

O laser não apresenta efeitos colaterais

Muitos pacientes se queixam de dores e incômodos na maior parte dos pós-operatórios. Isso acontece porque, como em qualquer cirurgia, os profissionais devem utilizar de procedimentos invasivos. Portanto, a dor do pós nada mais é que a cicatrização e a revitalização dos danos da boca. Diferente deles, os lasers apresentam soluções quanto a isso. “O uso do laser não possui efeitos adversos ou colaterais. A aceleração da cicatrização e a formação ordenada dos tecidos estimulados pelo laser fazem com que haja uma qualidade superior do resultado final”, explica a ortodontista.

Quando o laser pode ser usado pelo dentista?

“O laser ajuda na cicatrização de cirurgias, preventivo e tratamento de herpes, mucosites e aftas. Funciona também no tratamento de infecções endodônticas e periodontais, parestesias, paralisias e DTM”, lista ela. Se esse for um de seus casos, procure um dentista que já trabalhe com lasers e converse com ele sobre as possibilidades de um novo tipo de tratamento!

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciane Franco Kraul - Especialista em ortodontia
Jardim América – SP
CRO-SP: 81340