Com a modernização do mundo somado ao ritmo de vida acelerado dos dias atuais, houve uma mudança significativa na forma de se consumir alimentos. Esses padrões alimentares passarem a ser incorporados na dieta da população, que estão optando por alimentos industrializados e congelados, fast-food, excesso de açúcares e frituras. Com uma influência direta dos pais, as crianças são as que mais sofrem com esse tipo de problema. Todo esse cenário tem levado ao crescimento desenfreado da obesidade infantil no Brasil e no mundo. Muito além da questão estética e de saúde do corpo, esse quadro também pode afetar a saúde bucal. Conversamos mais sobre o assunto com a dentista Karina Branholo Serrato.

Quais são os perigos da obesidade infantil?

O excesso do consumo de produtos industrializados tem gerado um aumento considerável no peso nas crianças. Não só por conta da falta de nutrientes, mas também por possuírem um grau elevado de conservantes que acabam levando crianças e jovens à obesidade. A dentista adverte: "A obesidade infantil pode desencadear diversas outras doenças como diabetes tipo 2, colesterol alto, triglicérides, esteatose hepática, hipertensão arterial", comenta Karina. Além disso, ocorrem alterações hormonais que podem prejudicar o crescimento da criança e provocar problemas psicológicos.

De que maneira o sobrepeso afeta a saúde bucal do pequeno?

As crianças com sobrepeso e obesidade acabam ingerindo alimentos que são mais ricos em açúcar, gordura saturada e trans. “O excesso da ingestão desses alimentos faz com que exista um comprometimento da saúde bucal dessa criança, podendo ocasionar cáries e doenças periodontais, e problemas nas gengivas”, explica a dentista.

Como é possível solucionar os problemas causados pelo sobrepeso na saúde bucal?

Para solucionar os problemas causados pelo sobrepeso é aconselhado que o paciente em questão tenha um acompanhamento com um odontopediatra, ramo da odontologia especializado em cuidar da saúde bucal das crianças. Assim, além de fazer o tratamento curativo, remoção das lesões causadas pelas cáries, esse profissional faz o tratamento preventivo, para assim, manter uma saúde bucal adequada.

Acompanhamento com outros profissionais é indicado 

Além de fazer o acompanhamento odontológico é fundamental um acompanhamento multidisciplinar. São diversos profissionais que devem trabalhar em equipe para proporcionar um tratamento efetivo e duradouro para o paciente. “Nutricionistas, odontopediatras e, em alguns casos, até psicólogos são necessários para cuidar do quadro em que a criança se encontra”, completa a dentista. Sendo assim, é importante ressaltar que uma boa alimentação está diretamente ligada não só com a qualidade da saúde bucal, mas também com a qualidade de vida do paciente.