Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
19.08.2016

O que tem de errado com a sua higiene bucal?

Sabe aqueles hábitos que você vem praticando a vida toda durante a higine bucal? Eles podem estar sendo feitos de forma errada. Reveja seus conceitos e realize este momento da maneira certa
Sabe aqueles hábitos que você vem praticando a vida toda durante a higine bucal? Eles podem estar sendo feitos de forma errada. Reveja seus conceitos e realize este momento da maneira certa

Expert

Leonardo Costa

Leonardo Costa

CRO-BA: 5935

Especialista em Implantodontia - BAHIANA; Especialista em Periodontia - ABO-BA; Mestre em Clínica Odontológica - FOUFBA; Professor do Curso de Odontologia da EBMSP - BAHIANA; Embaixador e Coordenador da Turma do Bem - Salvador; Conceito - Instituto de Saúde e Estética em Odontologia.

Todos os dias fazemos a limpeza da nossa boca. Escova, creme dental e fio dental já fazem parte da sua rotina. Mas usar todas essas ferramentas não significa que sua escovação tem sido adequada. Se, para você, escovar os dentes virou uma tarefa automática, isso pode ser um problema. Ao deixar de prestar atenção em cada movimento é bem provável que alguns cuidados fiquem de fora. Que tal rever seus hábitos de higiene bucal e conferir se está tudo nos conformes? O dentista Leonardo Costa explica o que é certo e errado na hora de deixar um sorriso mais branco.

Por que esperar 30 minutos?

Depois de um delicioso almoço não se deve esquecer de fazer a limpeza oral. Mas uma das grandes dúvidas é sobre o momento certo de ir ao banheiro com o seu kit de higiene bucal. O profissional afirma que o tempo ideal para realizar a higiene da boca após alimentar-se é de 30 minutos. “Essa medida tem como objetivo deixar a saliva agir e neutralizar o pH dos alimentos ácidos que danificariam a superfície dental, caso seja realizada a escovação imediatamente após a refeição”.

Passo a passo da higiene bucal correta

O primeiro passo é iniciar a higiene com o fio dental. “Ele deve ser passado gentilmente entre os dentes para limpar a região interdental. Também deve-se penetrar cuidadosamente no sulco gengival, espaço entre a gengiva e o dente”. E daí os movimentos devem seguir suaves para frente e para trás e de baixo para cima. O objetivo é passar o fio dental por toda a lateral de cada dente, mas lembrando de usar sempre um pedaço limpo do fio em cada área.

Na segunda parte é a vez da escovação. A escova precisa ser macia, de cabeça pequena, e com um creme dental com flúor. Diferente do que dizem, a quantidade de creme dental para uma pessoa adulta deve ser do tamanho de um grão de ervilha. “Existem diversas técnicas de escovação de acordo com a necessidade do paciente: se ele tem dentes naturais, se usa aparelho ortodôntico ou se usa próteses fixas, removíveis ou sobre implantes”. Sendo assim, apenas seu dentista pode orientar quanto a melhor forma de escovação para você.

A finalização fica por conta do enxaguante bucal. Nesse caso você pode investir em um produto com ação whitening e sem álcool para ajudar a deixar os dentes mais branquinhos. Sem contar que termina a higiene oral com aquele gostinho refrescante na boca, né?

Por que força não significa uma boca mais limpa?

Algumas pessoas tendem a achar que para uma higiene bucal eficiente é necessário colocar mais força durante a escovação. No entanto, isso não é verdade e pode trazer problemas para a saúde da sua boca. A escovação deve ser feita de forma suave e com uma escova macia. “A higiene bucal feita com força pode causar a recessão gengival, que é o deslocamento da gengiva e exposição de parte da raiz do dente, podendo causar sensibilidade dental”, explica Leonardo. Além disto, escove sem pressa. Dois minutos é tempo suficiente para limpar toda a boca.

Hábitos que mudam o seu sorriso

Parece tudo muito simples. E é. A questão é incorporar de vez esses hábitos no seu dia a dia. A atenção para com a sua saúde bucal tem grandes efeitos no seu sorriso. “Com práticas simples e saudáveis e visitas regulares ao dentista, evita-se problemas bucais como gengivite, halitose e cárie dental, os inimigos de um sorriso bonito e saudável”.

Mais Matérias: Higiene Bucal
Como limpar a língua: veja os sinais de que você não está fazendo isso corretamente
Higiene Bucal
Como limpar a língua: veja os sinais de que você não está fazendo isso corretamente
Não adianta: saber como limpar a língua é fundamental para sua saúde bucal. Além de prevenir a diminuição do fluxo salivar, o cuidado ajuda a combater o surgimento de cárie, mau hálito e outros problemas bucais que podem prejudicar o seu sorriso. Embora pareça uma tarefa...
Escova de dentes é tudo igual? Veja as diferenças entre a higiene bucal com o modelo tradicional e elétrico
Higiene Bucal
Escova de dentes é tudo igual? Veja as diferenças entre a higiene bucal com o modelo...
A escova de dentes é um acessório fundamental quando o assunto é cuidar da saúde...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
A higiene bucal pode afetar outras partes do corpo? Entenda!
Higiene Bucal
A higiene bucal pode afetar outras partes do corpo? Entenda!
Não é novidade que cuidar da higiene bucal é o primeiro passo para garantir a saúde e...
com a participação de:
Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Endocardite: o que é, como tratar, quais as causas?
Higiene Bucal
Endocardite: o que é, como tratar, quais as causas?
A endocardite é uma doença inflamatória que pode atingir as estruturas internas do coração. Embora seja pouco conhecido entre os pacientes, o quadro é originado pela má higiene bucal e pode afetar significativamente a qualidade de vida do paciente, trazendo danos irreversíveis para o sistema...
Língua branca é sinal de mau hálito? Descubra a relação entre os quadros!
Higiene Bucal
Língua branca é sinal de mau hálito? Descubra a relação entre os quadros!
Você tem notado sua língua branca ? É importante ligar o sinal de alerta! Isso porque o quadro...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Dentes amarelados são sinal de má higienização?
Higiene Bucal
Dentes amarelados são sinal de má higienização?
É inevitável se preocupar com a presença de dentes amarelados na boca. Capaz de comprometer a estética de qualquer sorriso, a pigmentação pode estar ligada a uma série de fatores que vão desde doenças bucais, como a erosão dentária, à quadros genéticos que fogem...