Mordida cruzada, dentes tortos, problemas de oclusão. São diversos os problemas bucais que podem levá-lo até o ortodontista. O aparelho fixo metálico é o tratamento mais conhecido da área, especialmente porque grande parte dos pacientes precisam usá-lo por um período. No entanto, com os avanços e estudos na área, outras possibilidades de aparelhos ortodônticos surgiram. Já ouviu falar sobre os alinhadores invisíveis? A dentista Andréia Cotrim trouxe explicações sobre esse dispositivo e em quais casos é indicado. Entenda!

Alinhadores invisíveis são feitos digitalmente e personalizado para cada caso

Segundo as definições da profissional, os alinhadores invisíveis são um tipo de aparelho ortodôntico e, para começar a lista de vantagens sobre ele, é um modelo “invisível”, ou seja, um ganho estético comparado aos modelos tradicionais para quem busca mais discrição e elegância sem abrir mão dos cuidados com os dentes. “São confeccionados de maneira individualizada para cada paciente e sua própria má oclusão”, explica ela. Além disso, na maioria das vezes, o planejamento do tratamento é feito digitalmente pelo ortodontista. O especialista faz uma análise da documentação ortodôntica e moldagem e/ou escaneamento da arcada dentária do paciente.

“O alinhador ortodôntico deve ser utilizado em uma média de 22 horas por dia, ou seja, ele deve ser removido apenas para o paciente se alimentar, para higienização dos dentes ou em algumas exceções caso necessário”, orienta Andréia. Vai ter aquele evento especial à noite e gostaria de deixar os dentes livres? Você pode sim retirar seu alinhador, mas não deixe de recolocá-lo assim que possível. O uso correto do dispositivo garante um maior sucesso do tratamento ortodôntico.

É possível substituir os aparelhos ortodônticos por eles?

De acordo com a dentista, essa substituição pode ser feita sim. “Hoje em dia, com a grande tecnologia envolvida na confecção dos alinhadores e melhora em seu desempenho, praticamente todas as más oclusões podem ser tratadas com esse tipo de aparelho ortodôntico”, comenta. Entretanto, para que o paciente use os alinhadores invisíveis é preciso ter comprometimento e cooperação com o uso, como o cuidado com o tempo indicado de ficar com ele na boca, sendo de 22 horas por dia.

Além disso, vale destacar que o uso dos alinhadores invisíveis não causam alterações no tratamento. “Qualquer tratamento ortodôntico deve ser planejado pelo ortodontista verificando a má oclusão de cada paciente e as possibilidades para a correção e estabilidade das mesmas”, destaca a especialista.

Fica atento aos cuidados com os alinhadores invisíveis

Os alinhadores invisíveis são confeccionados com um derivado de plástico. Por isso, assim como alerta Andréia, o dispositivo não deve ser exposto a altas temperaturas. “Ou seja, o paciente não deve beber líquidos quentes utilizando-os e nunca os guardar em lugares muito quentes, como exposto ao sol ou dentro do carro”, completa. A higiene dos alinhadores por sua vez deve ser feita diariamente com a ajuda de uma escova de dente macia. Para completar, quando for necessário, o paciente pode usar líquidos desincrustantes, que são próprios para a limpeza e adquiridos em farmácias. Se esse foi o tipo de aparelho ortodôntico escolhido para o seu tratamento, não deixe de conversar com o profissional para ficar por dentro de todos os cuidados.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Andréia Cotrim Ferreira - Ortodontista
São Paulo - SP
CRO-SP: 39000