Temido por muitos, o tratamento de canal pode acabar sendo a única solução dependendo do problema dentário do paciente. Mas não precisa ficar tenso, pois o procedimento é indolor e é uma maneira eficaz para os dentistas de salvar o dente acometido. Por se tratar de uma cirurgia, o tratamento de canal demanda alguns cuidados com o dente examinado. Fique de olho na alimentação e veja as recomendações do dentista Cleydson Medeiros sobre o que não pode comer após esse procedimento.

Saiba os principais cuidados antes e depois do tratamento de canal

Como o profissional destaca, o tratamento de canal é indicado, principalmente, para casos de contaminação por bactérias, provindas da cárie extensa, na polpa dentária. “É indicada também em caso de fratura do dente por trauma, indicação protética e trauma oclusal, levando a necrose da polpa”, completa ele. Pensando nisso, os cuidados prévios para o procedimento são a avaliação do estado do quadro, da necessidade de profilaxia antibiótica e da saúde do paciente, como se há caso de hipertensão. “Após o tratamento é importante seguir as orientações do cirurgião dentista e não ficar muito tempo com o curativo provisório no dente tratado para evitar fratura da coroa e perda do dente”, indica o odontologista.

O que não pode comer após o tratamento de canal?

Os cuidados após o tratamento de canal são importantes para a saúde bucal do paciente, especialmente para prevenir outros problemas, como o aparecimento de infecções na região. Para ajudar nessa tarefa, é importante prestar atenção na alimentação, sendo necessário deixar de lado algumas comidas por um tempo, seguindo as recomendações do cirurgião-dentista. “Após o tratamento de canal, enquanto o dente não for restaurado ou confeccionada uma coroa (prótese fixa), o paciente deve evitar algumas guloseimas e alimentos duros”, orienta Cleydson. Dessa maneira, quando o dente estiver totalmente restaurado o paciente pode retomar sua alimentação normalmente, sem restrições.

Não deixe de seguir os cuidados após o tratamento de canal

Segundo o dentista, é importante seguir os cuidados prescritos pelo cirurgião nessa etapa do procedimento. E essas precauções não estão apenas restritas a alimentação. “É fundamental tomar a devida medicação, realizar uma boa higienização oral e restaurar o dente o mais rápido possível, evitando assim a possibilidade de fratura da coroa”, esclarece o profissional. Vale lembrar para o paciente não deixar de contar com a ajuda do fio dental nesse momento de limpeza diária. Além disso, se sentir qualquer incômodo ou aparecer dúvidas, não deixe de consultar-se com o dentista. Seguindo as recomendações, todo o processo de recuperação será eficaz.