Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
28.03.2018

O que fazer quando as bolhas do herpes labial estouram?

Expert

Dr. Caio Lamunier

Dr. Caio Lamunier

CRM-SP 124907

Dermatologista pelo Hospital das Clínicas e formado na Faculdade de Medicina da USP, onde mantém-se ativo com foco no tratamento do câncer de pele. Atualmente coordena o ambulatório de melanoma no Hospital das Clínicas e é responsável pelo tratamento cirúrgico das doenças de pele no ICESP (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo). Especialista em Dermatologia Cirúrgica.

A erupção das bolhas do herpes labial podem significar um momento de incômodo. Junto a isso, o paciente pode notar outros sintomas como dor local, coceira e ardor. Grande parte da população possui o vírus, porém muitas podem nunca manifestar a doença. O contágio do herpes labial acontece através do contato direito, o que contribui para um número considerável de pessoas contaminadas. No entanto, o vírus só é transmitido no momento de erupção das bolhas e quando estas estouram. O que fazer neste momento? O dermatologista Caio Lamunier trouxe orientações para esses casos.

O herpes labial sempre estoura?

O sistema imunológico está diretamente ligado ao aparecimento do herpes labial. Isto porque, com a imunidade abalada, o vírus consegue entrar em ação e resultar na manifestação das pequenas bolhas na região dos lábios. Não é uma regra, mas elas podem estourar. O resultado disso é muita ardência no local. Vale destacar os pacientes que apresentam quadro de herpes recidivante, que devem, primeiramente, ter uma avaliação médica para verificar a imunidade. “Após isso, realizar um tratamento de profilaxia medicamentosa, ou seja, há remédios que tomados em determinados esquemas ajudam a prevenir a doença”, orienta o médico.

O que pode acontecer quando o herpes labial estourar?

Assim como explicado acima, o contágio do herpes acontece pelo contato direto. Por isso, o dermatologista alerta para os problemas que podem acontecer quando o herpes é manifestado. Entre eles, foram destacados três: contaminação de outras pessoas, cicatriz e dor. “Por isso é preciso agir rápido no tratamento”, destaca ele. Dessa maneira, nos casos em que as pequenas bolhas estouram, é indicado tratar o mais precocemente possível. Essa é a maneira mais indicada para que sejam prevenidas complicações do quadro.

Quais são os cuidados essenciais durante uma crise de herpes labial?

O herpes labial é uma doença que não tem cura. Por isso, os pacientes portadores devem recorrer a tratamentos para cessar o quadro e seus incômodos. Geralmente, a indicação é o uso de cremes locais que ajudam a controlar os sintomas, mas não aceleram a recuperação. Durante as crises, quando o vírus se manifesta e aparecem as bolhas, é preciso ter cuidado redobrado.

“Para evitar transmissão para outras pessoas, evite contato íntimo (inclusive beijos) e não compartilhe objetos de higiene pessoal e alimentação”, indica o médico. E ainda, evite tomar sol, pois pode retardar ainda mais a recuperação e resultar em manchas ou cicatrizes nos lábios. Vale lembrar que é importante também ficar atento ao sistema imunológico, para não facilitar o aparecimento do herpes.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dr. Caio Lamunier - Dermatologista
São Paulo - SP
CRM-SP 124907

Mais Matérias: Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a manifestação da doença
Herpes Labial
Herpes bucal x ansiedade: entenda como esses dois estão interligados e como prevenir a...
Você sabia que a ansiedade pode ser a causa de alguns problemas bucais? Entre eles, está a herpes ....
com a participação de:
Daniel Cohen Goldemberg
CRO-RJ: 29267
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento? Saiba tudo sobre o assunto
Herpes Labial
Herpes labial: o que é? Como surge? Quais são os sintomas? Qual é o melhor tratamento?...
Você desconfia que está com herpes labial? Olhar para o espelho e notar uma feridinha na boca pode...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Início do herpes na boca: veja como identificar os primeiros sintomas
Herpes Labial
Início do herpes na boca: veja como identificar os primeiros sintomas
Você já teve herpes na boca? Essa doença é muito conhecida por seu poder de...
com a participação de:
Dulce Helena Cabelho Passarelli
CRO-SP: 35856
Herpes labial na infância pode resultar de um sistema imunológico enfraquecido
Herpes Labial
Herpes labial na infância pode resultar de um sistema imunológico enfraquecido
Uma criança com febre pode significar diversas coisas, inclusive, herpes labial . Isso mesmo! Bolhas...
com a participação de:
Vânia Côrtes
CRO PR 14.282
Gengivite estomatite herpética: conheça o quadro e saiba os riscos durante a infância
Herpes Labial
Gengivite estomatite herpética: conheça o quadro e saiba os riscos durante a infância
Os papais e as mamães de plantão sabem como deve ser o cuidado para que os pequenos não...
com a participação de:
Vânia Côrtes
CRO PR 14.282
Herpes labial e intolerância a glúten: entenda a relação
Herpes Labial
Herpes labial e intolerância a glúten: entenda a relação
Você já deve ter lido em algumas embalagens de comidas a seguinte frase: contém glúten. O...
com a participação de:
Ludimila de Gouvêa Cerqueira e Ferreira