Pular para o conteúdo principal
Logo Facebook Powered By Logo OralB
09.10.2019

O que é apicectomia ou cirurgia periapical? Especialista em implantodontia e dentística esclarece

  O tratamento de canal não deu conta de resolver seu problema de cárie? Fique tranquilo, a apicectomia pode ser uma opção para ajudar na recuperação dos seus dentes. Saiba mais sobre essa técnica
O tratamento de canal não deu conta de resolver seu problema de cárie? Fique tranquilo, a apicectomia pode ser uma opção para ajudar na recuperação dos seus dentes. Saiba mais sobre essa técnica

Expert

Alexandre César

Alexandre César

CRO-SP: 52261

Dentista especializado em Implantodontia e Dentística Restauradora, atuando há mais de 25 anos em Estética Dental. Formado em Odontologia, pela faculdade Santo Amaro, e com Mestrado em Implantodontia. Entre os diversos cursos que realizou no Brasil e no exterior destaca-se os cursos de Atualização em Implantes Bicorticais e Osseointegrados e o American Dental Association Annual Sessions, em Orlando, Washington DC, São Francisco e Havaí. Atualmente é membro da Academy of Osseointegration, sócio da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD) e Membro da Associação Brasileira de Odontologia Digital (ABOD).

Uma das alternativas para o tratamento de lesões no dente, especialmente quando essa lesão se forma bem na ponta dele, é a apicectomia - também conhecida como cirurgia periapical. Essa técnica pode funcionar tanto isoladamente, quanto em conjunto com o tratamento de canal, na hora de eliminar a tão temida cárie. Por mais que o pós-operatório precise de alguns cuidados, essa pode ser uma boa solução na hora de recuperar o seu sorriso. Confira o que o especialista em implantodontia e dentística Alexandre César tem a dizer sobre o assunto!

O que é apicectomia e para quem ela é indicada?

De acordo com o especialista, a apicectomia é um procedimento que envolve o corte do ápice do dente, que, por sua vez, é a ponta da raiz do elemento dental. “Toda vez que existe uma infecção ao redor do ápice, o osso que se situa ao redor dele reabsorve isso”, conta o profissional. Para resolver o problema, a primeira solução normalmente é o tratamento de canal. Entretanto, em alguns casos, essa medida acaba não sendo muito efetiva, e é nesse cenário que entre a cirurgia periapical, ou apicectomia, onde se remove a ponta da raiz e todo o tecido ao seu redor. “Muitas pessoas não percebem que existe uma infecção crescendo na ponta da raiz, e, quando começam a sentir dor ou percebem que a infecção está se manifestando através da gengiva (fístula), procuram o dentista. Mas muitas vezes apenas tratar o canal não é suficiente, e se torna necessário tratar o canal e fazer a apicectomia ao mesmo tempo”.

Como o procedimento é realizado?

Normalmente o processo é rápido, como Alexandre explica: “o dentista acessa a ponta da raiz levantando uma pequena área da gengiva, visualizando a região infeccionada, e removendo todo o tecido necessário com brocas ou ultrassom”. Após isso, obtura-se a ponta da raiz que sobrou. Segundo o dentista, o ato cirúrgico é indolor na maior parte dos casos, mas o pós-operatório pode ser um pouco mais complicado de se lidar, já que pode ocorrer inchaços. “As únicas pessoas que não podem fazer apicectomia são as que possuem problemas sistêmicos, como a diabetes. Estes indivíduos precisam de tratamento para suas respectivas doenças antes de passar por uma cirurgia bucal”.

Cuidados com o pós-operatório

Conforme o implantodontista alerta, o pós-operatório não é exatamente um mar de rosas e requer alguns cuidados importantes. Confira algumas dicas para conduzir essa situação da melhor forma:

• Evitar bochechos: O sangue precisa parar na região operada para formar o coágulo. Se o paciente fica bochechar, vai lavar a região, impedindo que o coágulo seja formado.
• Evitar alimentos e bebidas quentes: Eles aumentam o tamanho dos vasos na região. Como os vasos estão recém-cortados, pode haver sangramento causando uma hemorragia.
• Não se deve fazer esforço físico: Se o coração bombear sangue para uma região recém-operada, com vasos cortados, pode causar hemorragia também.
A alimentação pode ser normal, evitando alimentos duros na região, pra não arrancar nenhuma sutura.
• Escovação normal: O paciente deve dar preferência às escovas extra macias, evitando sempre encostar a escova na região recém operada.
• Após 5 a 10 dias remove-se a sutura e o paciente pode seguir a vida normalmente, já que a região operada não costuma ficar com cicatriz.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Alexandre César - Dentista especializado em Implantodontia e Dentística Restauradora
São Paulo, SP
CRO-SP: 52261

Mais Matérias: Dentes
Rejeição do enxerto ósseo dentário: é possível? Entenda!
Dentes
Rejeição do enxerto ósseo dentário: é possível? Entenda!
O enxerto ósseo dentário é um dos procedimentos mais conhecidos nos consultórios...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601
Quanto tempo posso ficar com um curativo no dente?
Dentes
Quanto tempo posso ficar com um curativo no dente?
Você sabe para que serve o curativo no dente ? Conhecido como uma medida paliativa nos tratamentos...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Antibióticos em excesso estragam os dentes?
Dentes
Antibióticos em excesso estragam os dentes?
Quando se trata de saúde bucal , existem alguns hábitos simples e rotineiros que podem trazer alguns...
com a participação de:
Ana Elisa da Silva
CRORS 13490
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
Dentes
Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?
A restauração de dente é um dos procedimentos mais conhecidos entre os pacientes. Responsável por devolver a integridade do elemento dentário, ela é recomendada em casos de uma cárie profunda, fratura ou outra doença bucal. No entanto, assim como qualquer outra técnica odontológica,...
Afinal, quantos dentes temos na boca?
Dentes
Afinal, quantos dentes temos na boca?
Uma das dúvidas mais frequentes nos consultórios é sobre quantos dentes temos na boca. E...
com a participação de:
Caroline Malavasi
CRO /RJ 38947
A cor das ligas de aparelho fazem diferença no tratamento ortodôntico?
Dentes
A cor das ligas de aparelho fazem diferença no tratamento ortodôntico?
Quando o assunto é tratamento ortodôntico , existem algumas ferramentas que são fundamentais...
com a participação de:
Rita Ventura
CRO-RJ: 42601