Conhecido popularmente como dente do juízo, o siso costuma despertar muitas dúvidas, principalmente em relação à necessidade de ser retirado ou não. Acontece que, hoje em dia, nem todo mundo apresenta esse elemento dentário, o que torna a questão ainda mais confusa... Contudo, para quem apresenta os 4 sisos, uma questão que pode surgir é sobre a possibilidade de extraí-los de uma só vez. Será que esse procedimento é indicado? A doutora em dentística Camila Esteves esclarece.

Diferentes situações podem levar à necessidade de extração dos sisos

“É cada vez maior o número de pacientes com a ausência de algum siso ou às vezes até mesmo dos 4 elementos”, afirma a profissional. Apesar disso, o mais comum, segundo ela, ainda é encontrar pessoas com os 4 dentes e que precisam retirá-los. A necessidade de extração pode ser indicada por diferentes situações clínicas, entre elas indicações ortodônticas e até mesmo quadros infecciosos que provocam dores na região posterior da boca. Para saber se ela existe, basta consultar um especialista. “O dentista é o profissional ideal para avaliar a real necessidade de remoção destes dentes”, afirma Camila.

Quando existem 4 sisos, o dentista pode extrair todos de uma vez?

Segundo a profissional, não existe nenhuma contraindicação direta para a remoção dos 4 dentes em um único procedimento cirúrgico. “Normalmente realizamos as cirurgias por etapas, fazendo dois elementos por vez”, diz ela, “mas é possível realizar a cirurgia dos 4 sisos no mesmo momento”. A decisão de realizar a extração de uma vez ou não vai depender de fatores como as condições individuais de cada paciente, posicionamento dos elementos dentários e do estágio de erupção de cada um dos dentes.

Em alguns casos, a extração dos 4 dentes pode ser mais complicada

Uma vez que o paciente esteja em condições ideais para o procedimento cirúrgico, o que pode contraindicar a remoção de todos os elementos de uma vez é o grau de dificuldade cirúrgico. Isso inclui o posicionamento dos dentes e se eles se encontram totalmente inclusos ou mal posicionados. “Quando encontramos estas situações, isso proporciona um grau de dificuldade maior ao cirurgião dentista e um pós-operatório mais complicado para o paciente”, explica ela. Nestes casos, portanto, a remoção em etapas deve ser considerada.

Um bom cirurgião é essencial para evitar possíveis problemas

Você descobriu que faz parte da parcela de pessoas que tem os 4 sisos e decidiu tirá-los em um mesmo processo cirúrgico. Quais são as recomendações nesse caso? A principal é encontrar um profissional apto a realizar cirurgias orais menores com segurança. “Existem casos com diferentes graus de dificuldade e somente um cirurgião dentista experiente poderá avaliar e conduzir o caso clínico”, afirma Camila. Além disso, a condição sistêmica deve ser considerada com cuidado para não influenciar negativamente na condução dos procedimentos cirúrgicos.