Você acabou de começar seu tratamento ortodôntico e está começando a se habituar à rotina com seu novo aparelho. Até que uma ida ao cinema em que resolve comer uma pipoca, você sente um estalo e percebe que seu bráquete soltou. O que fazer agora? Tentar alguma solução improvisada com certeza não é a melhor solução! A especialista Francine Figueiredo explica o que deve ser feito nesse momento.

Entenda o processo de colagem dos bráquetes

Segundo a profissional, a colagem dos bráquetes pode ser feita com resina composta, chamada fotopolimerizável. “Primeiramente é feita uma profilaxia na superfície de todos os dentes, logo após o condicionamento com ácido fosfórico”, explica. Logo em seguida, ocorre a remoção deste ácido em água corrente, a aplicação do adesivo na superfície dentária e finalmente a colocação da resina composta na base do bráquete. Após o posicionamento ao dente, ocorre o processo de fotopolimerização, com um aparelho de luz azul.

Alimentação é o principal motivo dos bráquetes soltarem

A razão para que esses acessórios se soltem costuma ser a ingestão ou mastigação de alguns alimentos. Entre eles estão o chiclete, a pipoca e as nozes, entre outros. Portanto, é ideal evitar o consumo destas comidas para que não ocorram complicações. “Contudo, se seu bráquete se soltou do dente, não se desespere, pois isso pode ser reparado”, tranquiliza.

O tipo de material com que são feitos influência na resistência?

Os bráquetes metálicos são fabricados em aço inoxidável e são bastante resistentes. Já os estéticos podem ser de policarbonato, que é um tipo de resina plástica muito pouco resistente, podendo descolar facilmente; de porcelana ou cerâmica policristalina, que são bráquetes mais opacos e mais resistentes que os de policarbonato; ou de safira ou cerâmica monocristalina, que são mais translúcidos e também mais resistentes. “É importante ressaltar que além do tipo de material com que ele é fabricado, as propriedades, configurações e desenhos de suas respectivas bases poderão interferir diretamente no grau de retenção”, explica.

O que fazer quando o bráquete solta?

Quando seu bráquete se solta, a primeira iniciativa a ser tomada é entrar em contato com o seu dentista. Cuidado! Nunca tente resolver a situação através de soluções caseiras. Segundo a dentista, caso haja alteração no bráquete ou no arco, o processo ortodôntico pode ser influenciado negativamente, além de causar danos à saúde. Portanto, para que este problema seja solucionado, é preciso uma avaliação do profissional. Ele poderá fazer uma correção específica, sem prejudicar seu sorriso. “A solução recomendável é a imediata marcação de uma consulta com seu dentista, de forma que ele possa corrigir qualquer problema com seu aparelho. Não realize consertos domésticos, pois os dispositivos são sensíveis e podem ser facilmente danificados”, alerta.

E se eu não puder ir ao dentista na hora?

O descolamento desses acessórios é um problema comum entre quem utiliza o aparelho ortodôntico. Ficar um ou dois dias com o bráquete solto não é tão grave! Apenas certifique-se de solucionar este problema com o auxílio do seu dentista assim que puder.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Francine Figueiredo - Ortodontista
Rio de Janeiro - RJ
CRO: 22744-0